Publicidade

Campinorte

18ª DRP de Uruaçu abre inquérito para apurar incêndio na garagem da Prefeitura de Campinorte

Natalício Cardoso da Silva, atual titular da delegacia-regional da Polícia Civil em Uruaçu, esteve na manhã desta quinta-feira/18 com a Polícia Técnica no local onde desconhecidos incendiaram um ônibus e vários maquinários da Prefeitura de Campinorte: nenhuma hipótese está descartada, afirma delegado

O delegado Natalício Cardoso da Silva  –  que recentemente reassumiu o comando da 18ª Delegacia Regional da Polícia Civil (18ª DRP) em Uruaçu – instaurou inquérito policial na manhã desta quinta-feira (18) para investigar a autoria e as possíveis motivações do incêndio criminoso que destruiu veículos e máquinas da Prefeitura de Campinorte, na noite da quarta-feira (17).

O patrimônio público estava recolhido à Garagem Municipal da cidade de 12 mil habitantes, localizada às margens da BR-153, por volta das 20 horas. Em vídeos que circularam em grupos de WhatsApp de toda a região, o prefeito Agnaldo Ávila (PSL) aparece em prantos, em situação de completo desespero, enquanto os equipamentos eram consumidos pelo fogo.

TRABALHO INTENSO – Bombeiros de Uruaçu trabalharam por mais de duas horas no combate ao incêndio e posterior rescaldo do que sobrou do maquinário da Prefeitura de Campinorte [Foto: 11ª CIBM/Uruaçu – Divulgação]

 

A 11ª Companhia Bombeiro Militar (11ª CIBM) de Uruaçu, sob o comando do major Ary Dutra, foi acionada por volta das 20h e deslocou-se em apenas 20 minutos até a cidade vizinha, a 23 quilômetros de distância, mas pouco pôde ser feito: as chamas devastaram por completo um ônibus rodoviário que a Prefeitura de Campinorte havia conseguido dias antes junto à Receita Federal, em Foz do Iguaçu/PR, para o transporte de estudantes universitários da cidade.

Não sobrou praticamente nada da retroescavadeira da Prefeitura de Campinorte após incêndio de autoria ainda desconhecida na Garagem Municipal: prejuízo incauculável aos cofres públicos [Foto: 11ª CIBM/Uruaçu]
O incêndio também danificou, parcialmente, uma retroescavadeira; uma pá-carregadeira; e dois caminhões de propriedade do município.

Segundo Ary Dutra, as chamas do ônibus propagaram-se rapidamente para esses equipamentos, já que todos estavam estacionados muito próximos um dos outros.

CENÁRIO DE DESTRUIÇÃO – Ônibus rodoviário, completamente incendiado na Garagem Municipal da Prefeitura de Campinorte, havia sido conseguido pelo prefeito Agnaldo Ávila junto à Receita Federal em Foz do Iguaçu/PR [Foto: 11ª CIBM Uruaçu/Divulgação]

 

Uma caminhonete, utilizada na manutenção da iluminação pública de Campinorte, também estava em chamas na hora em que os Bombeiros de Uruaçu chegaram, em outra área da garagem. Ou seja, quem deflagrou o incêndio assim o fez em dois pontos distintos do local.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, o trabalho de combate às chamas durou cerca de uma hora, com a utilização de 2.500 litros de água. Igual quantidade foi usada no trabalho de rescaldo/resfriamento dos veículos incendiados, com mais uma hora e meia de árduo trabalho da 11ª CIBM.

Caminhonete utilizada na manutenção da iluminação pública em Campinorte também foi totalmente consumida pelas chamas [Foto: 11ª CIBM/Uruaçu -Divulgação]
Ou seja, foram duas horas e meio de trabalho, que consumiram 5 mil litros de água. O trabalho foi encerrado às 23h35, com o retorno dos bombeiros militares ao quartel em Uruaçu.

PC NÃO DESCARTA NENHUMA HIPÓTESE PARA O CASO – “Na nossa visão, da Polícia Civil, trata-se realmente de um incêndio criminoso. Nós estamos trabalhando com algumas linhas investigativas, mas a própria dinâmica do fato nos leva a crer que esse fato é de origem ilícita. Ou seja, alguém colocou fogo propositadamente naqueles veículos. Esperamos, o mais rápido possível, dar respostas à cidade e identificar a autoria deste ‘evento’ que trouxe transtorno enorme à comunidade de Campinorte pois não foi um crime cometido contra tal ou qual político, mas sim contra a população da cidade como um todo. Mas acho pouco provável que esse episodio tenha cunho político”, comentou o delegado-regional de Uruaçu, em entrevista ao Excelência Notícias no início da tarde desta quinta-feira (18).

Perito lotado no 7º NRPTC em Uruaçu faz coleta de dados na Garagem Municipal da Prefeitura de Campinorte: à direita do perito, ônibus incendiado visto por outro ângulo e, ao fundo da imagem, caminhão parcialmente queimado na porta esquerda [Foto: Comunicação da Polícia Técnico-Científica/GOIÂNIA]
Natalício segue acumulando o comando das delegacias municipais da PC em Campinorte, Alto Horizonte e Mara Rosa. Pela manhã, a autoridade policial e a equipe do 7º Núcleo Regional de Polícia Técnico-Científica (NRPTC) de Uruaçu – coordenada pelo perito criminal Eugênio Modesto – se fizeram presente na garagem da Prefeitura Municipal de Campinorte, para os levantamentos iniciais.

ANÁLISE MAIS PROFUNDA – Em Goiânia, a Polícia Técnico-Científica informou que uma equipe especializada da Seção de Engenharia Forense do órgão na capital será encaminhada para Campinorte nos próximos dias, para exames mais avançados no cenário e nos veículos atingidos (pelas chamas ou pelo calor irradiado) que possam garantir rápida elucidação do lamentável fato registrado na cidade do Norte do Estado.

Natalício Cardoso da Silva, em recente entrevista à Rádio Liberdade 1320 AM, de Uruaçu, quando reassumiu o cargo de delegado-regional da cidade: trabalho de investigação sobre incêndio criminoso em Campinorte já foi iniciado [Foto: Portal do Motta/Uruaçu]
Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar