Publicidade

Vila Propício

NOTA DE ESCLARECIMENTO: ACIDENTE COM VÍTIMA FATAL NA BR-414

Assessoria de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Goiás confirma questionamentos da família de Jesiel Rodrigues de Lima, motivando correção do Portal Excelência Notícias na reportagem publicada na noite deste domingo (15). Veja:

Mesmo com checagem às fontes oficiais, o exercício diário do ofício do jornalismo está sujeito à erros que podem prejudicar pessoas e/ou famílias, conforme o contexto das informações que forem publicadas/divulgadas.

Assim sendo, o Portal Excelência Notícias esclarece publicamente – a pedido da família de Jesiel Rodrigues de Lima, na manhã desta segunda-feira (15) – que a reportagem publicada na noite do domingo (14) sob o título “Acidente na BR-414 em Dois Irmãos mata homem e fere mulher no fim do feriado” apresentou duas informações que não correspondiam à verdade dos fatos.

Ao contrário do que foi publicado na noite do domingo (14), horas após o acidente – a Assessoria de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Goiás informou na tarde desta segunda-feira (15) que, muito provavelmente, as condições meteorológicas desfavoráveis (chuva) no momento do acidente provocaram uma aquaplanagem (perda de aderência dos pneus do Ônix da vítima fatal em relação ao asfalto) ocasionando perda de controle da direção, seguida de derrapagem; colisão numa placa de trânsito às margens da rodovia; e capotamento do Ônix.

O corpo da vítima fatal – também de acordo com a Comunicação da PRF – não foi arremessado para fora do veículo acidentado, embora Jesiel não utilizasse cinto de segurança no momento do acidente.

Com relação à velocidade supostamente empreendida pelo condutor do Ônix na ocasião, a PRF esclarece que, sob chuva, situações de derrapagens/capotamentos normalmente ocorrem quando os motoristas dirigem em velocidades incompatíveis às adversidades do clima.

A orientação da PRF para os motoristas, em casos semelhantes, é para que a velocidade de segurança ao volante seja de 30% a 40% menor que a indicada nas placas de sinalização viária.

Dessa forma, ainda segundo a Assessoria de Comunicação da PRF, não é possível afirmar que o Sr. Jesiel dirigia “em altíssima velocidade” pois a constatação da velocidade empreendida por condutores, em qualquer acidente, é impossível de ser detectada pelos agentes da PRF no local do sinistro, tarefa essa que dependerá de laudo posterior a ser emitido pela Polícia Técnica do Estado de Goiás.

Com base nas novas explicações fornecidas pela PRF, o Portal Excelência Notícias suprimiu, da reportagem inicial, as informações em desacordo com a realidade; e publica esta nota de esclarecimento público porque o respeito à dor das pessoas que perdem um ente querido em situações inesperadas, caso desse acidente, é uma das premissas básicas do jornalismo ético, sério e coerente, que o jornalista Euclides Oliveira exerce há 20 anos.

Niquelândia, 15 de outubro de 2018

A DIREÇÃO

Ônix acidentado, que era dirigido pelo motorista Jesiel Rodrigues de Lima: segundo a PRF, vítima fatal não foi arremessada para fora do veículo e a aferição da velocidade no momento do acidente será fornecida em laudo a ser emitido posteriormente pela Polícia Técnico-Científica do Estado de Goiás [Foto: Divulgação/PRF-GO]
Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar