NiquelândiaVila Propício

Vereador Jonas Barbosa é indiciado por embriaguez ao volante após atropelamento com morte na BR-414

Acidente ocorreu em trecho da rodovia federal, que pertence ao município de Vila Propício, na noite do domingo/2: preso em flagrante pela PRF, foi levado à PC de Goianésia e só foi liberado às 16 horas desta segunda-feira/3 após pagar fiança de R$ 4.500,00

Advogado e vereador em Niquelândia, Jonas Batista Barbosa (Republicanos) envolveu-se num gravíssimo acidente com vítima fatal no quilômetro 281 da rodovia BR-414 – trecho pertencente ao município de Vila Propício – por volta das 20h30 do domingo (2), a poucos quilômetros da divisa com o Povoado Quebra-Linha, onde o parlamentar reside.

A ocorrência foi registrada na Delegacia da Polícia Civil em Goianésia pela base da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Uruaçu, que esteve no local do ocorrido às 21h50 do domingo.

O Portal Excelência Notícias teve acesso ao documento da PRF, com exclusividade, por uma fonte da PC da cidade do Vale do São Patrício, por volta das 22h30 desta segunda-feira (3).

No relato dos policiais rodoviários, consta que o político retornava de Água Fria de Goiás para Niquelândia dirigindo sua caminhonete Hilux, de cor prata, quando se deparou com um pedestre em meio à rodovia federal, de maneira inadvertida.

O vereador não conseguiu desviar a trajetória de seu veículo, atropelando o indivíduo – posteriormente identificado como sendo Igor Pereira Cruz, de 27 anos – que morreu no local.

Como é o correto nessas situações, Jonas Barbosa parou sua caminhonete para prestar socorro à vítima fatal, enquanto aguardava a chegada dos órgãos de Segurança Pública, à beira da estrada.

Entretanto, quando a PRF de Uruaçu submeteu o vereador de Niquelândia ao teste do ‘bafômetro’, restou constatado que Jonas havia ingerido bebida alcoólica, com teor etílico de 0,42 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

Como a taxa de 0,42 mg/l superou 0,30mg/l – o máximo tolerado para que a punição fique restrita apenas à multa de R$ 2.934,00 – o vereador foi preso em flagrante pela PRF por embriaguez ao volante.

Na PC em Goianésia, ainda de acordo com a fonte ouvida em Goianésia pelo Excelência Notícias, o delegado que cuidou do caso cercou-se de todos os cuidados na avaliação da tipificação penal do vereador em Niquelândia.

Dessa forma, a autoridade policial vai aguardar o laudo pericial do local do acidente para decidir se Jonas irá ou não responder processo por homicídio culposo [quando não há a intenção de matar]  pelo fato de Jonas Barbosa não ter se evadido do local do acidente; por sua preocupação em socorrer a vítima fatal do atropelamento que cometeu; e por ter colaborado com a PRF na apuração dos fatos.

Mesmo assim, o vereador de Niquelândia acabou ficando preso em Goianésia por quase 18 horas após o acidente na BR-414, sendo liberado para responder ao processo em liberdade, mediante o pagamento de fiança de R$ 4.500,00, somente às 16 horas desta segunda-feira (2).

Na manhã desta terça-feira/4, uma parente do rapaz que morreu atropelado por Jonas neste acidente na rodovia federal conversou com o Excelência Notícias pelo WhatsApp.

A familiar confirmou que Igor era mesmo natural de Niquelândia; residia anteriormente em Minaçu; e estaria morando com sua mãe há apenas uma semana no Povoado Dois Irmãos, que pertence a Vila Propício, para tratamento de problemas de saúde.

Igor já havia passado por crises convulsivas anteriormente, causando-lhe o quadro psíquico delicado que o levou a caminhar a esmo pela estrada onde ocorreu a tragédia.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar
×

Converse online pelo WhatsApp com o Portal Excelência Noticias

× Fale agora com o Excelência Noticias