Goianésia

Assaltantes são presos comercializando veículos roubados

Irmãos, esposa e amigos que faziam parte do esquema, foram conduzidos a delegacia

Ação conjunta da Polícia Militar e Civil de Goianésia, com apoio de Ceres, resultou na prisão de quatro pessoas acusadas de fazer parte de roubos a fazendas em Nerópolis e Crixás nos últimos dias e em maio em Souzalândia (distrito de Barro Alto). A operação iniciou com o GPT – Grupo de Patrulhamento Tático da Polícia Militar que foi acionado pelo Serviço de Inteligência do 23° Batalhão da Polícia Militar.

A informação era de que Cláudio Macedo de Souza, de 36 anos, que já vinha investigado pela Polícia Civil, colocou a venda um Fiat Strada de procedência duvidosa. Os militares encontraram o veículo na casa dele e constatou que o mesmo havia sido roubado dias antes. Cláudio alegou que comprou o carro de Wanderson por R$ 6 mil e que ele teria dito que o veículo era “finan” (Veículo finan é aquele que foi financiado e as parcelas não foram pagas ou que foram adquiridos mediante fraude).

Veículos roubados foram resgatados durante operação (Foto: Polícia Militar)
Veículos roubados foram resgatados durante operação (Foto: Polícia Militar)

Cláudio também informou que Wanderson o ofereceu outro veículo nas mesmas condições e valor, que deveria ser buscado em Anápolis. Os militares se dirigiram para a cidade e no local combinado encontraram os irmãos Wanderson Miranda de Oliveira, de 31 anos, e Jalles Miranda de Oliveira, de 28 anos com o veículo que confessaram o roubo dos veículos. Sendo que este último, também um Fiat Strada, foi roubado no domingo, 29, em Nerópolis.

Produtos roubados durante assalto (Foto: Polícia Militar)
Produtos roubados durante assalto (Foto: Polícia Militar)

Com Wanderson ainda foi encontrada uma identidade falsa com nome de Antônio Wilson da Silva Freitas e foi constatado que havia contra ele um mandado de prisão por roubo expedido pela comarca de Niquelândia. Os militares se dirigiram para a casa dos irmãos e durante busca domiciliar encontraram duas armas, vários produtos roubados junto com os veículos e ainda um Gol, cinza, quer era utilizado na prática dos roubos.

Armas, dinheiro e celulares foram apreendidos durante operação (Foto: Polícia Militar)
Armas, dinheiro e celulares foram apreendidos durante operação (Foto: Polícia Militar)

A esposa de Wanderson, Naiane Rodrigues da Costa, foi detida e após ser ouvida e pagar fiança foi liberada. Ela responderá em liberdade pela posse das armas. Durante a operação, os militares foram informados que Rubens Miranda de Oliveira, de 30, era responsável por dar fuga aos ladrões. Em sua casa, onde foi preso, foram encontrados vários objetos dos roubos.

Compradores de produtos roubados responderão por receptação (Foto: Polícia Militar)
Compradores de produtos roubados responderão por receptação (Foto: Polícia Militar)

Questionados sobre demais objetos roubados, os militares foram informados que estariam em Rianápolis, pois teriam sido adquiridos por José Simeão. Mais uma vez, a equipe se deslocou a outra cidade. Em Rianápolis, foi recebido pelo pai do acusado que não estava no momento. Os objetos foram encontrados e recuperados.

Além dos veículos, ladrões levavam objetos das fazendas (Foto: Polícia Militar)
Além dos veículos, ladrões levavam objetos das fazendas (Foto: Polícia Militar)

De acordo com o delegado titular de Goianésia, Murillo Leal Freire, José Simeão se apresentou na delegacia na manhã de quarta-feira, 01, acompanhado de seu advogado e responderá em liberdade por receptação. E Cláudio que havia sido liberado, foi preso com outro veículo, fruto de roubo.

“Agora o Cláudio responderá por receptação dolosa. E é possível que após a divulgação dos fatos apareça mais vítimas e mais pessoas envolvidas nesses roubos, podendo surgir novos fatos. O Wanderson, o Jalles e o Rubens continuam presos e responderão por roubo circunstanciado com emprego de arma de fogo e grave ameaça, bem como por associação criminosa”, finalizou Murillo.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar