Campinorte

Machadinho e José Nelto intensificam corpo a corpo com eleitores na reta final

Candidatos a deputado estadual e federal, em 'dobradinha' pelo Podemos, também pediram votos para Caiado na visita ao comércio de Campinorte na terça/25: Machadinho busca eleger-se deputado estadual para representar o Norte e poderá ocupar vaga de Nelto, que disputa cadeira na Câmara Federal

O deputado estadual José Nelto (Podemos), que neste ano disputa cadeira de deputado federal, esteve em Campinorte na manhã da terça-feira (25), acompanhado do empresário e pecuarista Azarias Machado Neto, o popular Machadinho (também do Podemos), que é candidato a deputado estadual. Machadinho e José Nelto se fizeram acompanhar pelo ex-prefeito Sebastião Eloi do Santos, o popular Tião Eloi (DEM); e pelo vereador de Uruaçu, Rony Pietro (PMB).

José Nelto possui cinco mandatos de deputado estadual e a eventual ‘dança de cadeiras’ entre eles como fruto dessa dobradinha do Podemos poderá garantir Nelto no Congresso Nacional e Machadinho na Assembleia Legislativa. Na pauta conjunta, mais recursos dos governos federal e estadual para o atendimento das necessidades da população de Uruaçu e demais municípios do Norte do Estado.

“O Machadinho é, atualmente, a maior expressão política de caráter, de honestidade; e de humildade, de Uruaçu e de todo o Norte Goiano. E o parlamento goiano, hoje, precisa muito de figuras empreendedoras como o Machadinho”, afirmou José Nelto, em Campinorte [Foto: Euclides Oliveira/Portal Excelência Notícias]
“Tenho uma história na política de Goiás, de trabalho e de luta. Sou um homem que não tem medo de tempestade e nem de cara feia, determinado e sei o que eu quero e sei daquilo que eu posso fazer por Goiás. Sinto que o Congresso Nacional não tem correspondido à vontade da população goiana e do povo brasileiro, por ser um congresso corrupto e que transformou a política num ‘balcão de negócios’. Serei um deputado pela família, conservador, contra o aborto e contra a ideologia de gênero nas escolas. Mas também serei um deputado reformista pela mudança no Código Penal, cujas leis são vagabundas e frouxas, o que está permitindo o aumento da criminalidade”, afirmou José Nelto.

Legítimo postulante da região, Machadinho mora em Uruaçu há 33 anos e obteve pouco mais de 8.000 votos para prefeito da cidade em 2016 quando era filiado ao DEM do senador e candidato ao Governo de Goiás nas eleições deste ano, Ronaldo Caiado, de quem Machadinho é franco apoiador.

Na disputa à prefeitura hoje administrada por Valmir Pedro (PSDB), Machadinho fora indicado candidato pelo Sindicato Rural de Uruaçu (SRU). Não foi eleito, mas firmou-se na política da cidade e da região como uma figura extremamente simples, de bom coração; de fácil acesso; e de valores morais inabaláveis, o que lhe garante facilidade e espontaneidade para pedir votos para todas as classes sociais.

E tais características o credenciaram Machadinho a disputar uma vaga na Assembleia Legislativa de Goiás no próximo dia 7 de outubro, com a expectativa de atingir pouco mais de 20.000 votos para ser empossado deputado estadual em Goiânia no dia 1º de janeiro de 2019.

“O Machadinho é, atualmente, a maior expressão política de caráter, de honestidade; e de humildade, de Uruaçu e de todo o Norte Goiano. E o parlamento goiano, hoje, precisa muito de figuras empreendedoras como o Machadinho”, afirmou José Nelto.

Tião Eloi, ex-prefeito de Campinorte, acompanhou os candidatos José Nelto e Machadinho na visita aos comércios da Avenida Maranhão, a principal do município: boa acolhida às vésperas da eleição marcada para o próximo dia 7 de outubro [Foto: Euclides Oliveira/Portal Excelência Notícias]
CORPO A CORPO – Na corrida de ambos para representar o Norte do Estado, a dobradinha Machadinho-José Nelto participou de intenso corpo-a-corpo com eleitores de Campinorte e visitou dezenas de estabelecimentos comerciais da Avenida Maranhão, a principal da cidade de 11 mil habitantes, às margens da rodovia BR-153.

Em entrevistas distintas ao Portal Excelência Notícias e ao radialista e vereador de Campinorte, Amarildo Pimenta Novais, o candidato a deputado federal José Nelto mostrou a língua afiada ao fazer duras críticas contra os governos do PSDB, com severos ataques ao ex-governador e candidato a senador Marconi Perillo.

Na visão de Nelto, Marconi e a senadora Lúcia Vânia (PSB), candidata a reeleição, serão derrotados nas urnas juntamente o atual governador José Eliton Júnior (PSDB), que foi vice de Marconi em seu terceiro e quarto mandatos entre janeiro de 2011 e abril deste ano.

José Nelto, Machadinho e Tião Eloi durante a caminhada com a militância na Avenida Maranhão, em Campinorte: fôlego à caça dos votos faltando 10 dias para a eleição [Foto: Euclides Oliveira/Portal Excelência Notícias]
Nelto aposta que o radialista e vereador em Goiânia, Jorge Kajuru (PRP), será eleito senador no pleito que ocorrerá daqui a 10 dias. Nome histórico do PMDB (atual MDB) goiano, José Nelto disse que deixou o partido para se filiar ao Podemos depois ter esgotado todas as tentativas da unidade das oposições em Goiás.

A junção de caiadistas com emedebistas acabou não sendo concretizada já que o MDB decidiu pela candidatura do deputado federal Daniel Vilela à sucessão do governador José Eliton. Tanto Eliton como Daniel ‘patinam’ nas recentes pesquisas de intenção de voto, que apontam vitória massacrante de Caiado ainda no primeiro turno.

Militância de José Nelto e de Machadinho na foto oficial de campanha com os dois candidatos no final da caminhada em Campinorte: boas expectativas à vitória de ambos [Foto: Euclides Oliveira/Portal Excelência Notícias]
JOGO POLÍTICO – “Essa candidatura (do Daniel), que está sendo um fiasco, é apenas dele (Daniel) e não do MDB, tanto isso é verdade que o partido o abandonou. Quando senti que Maguito Vilela e Daniel Vilela estavam fazendo ‘jogo político’ com o Adib Elias (prefeito de Catalão), com o Ernesto Roller (prefeito de Formosa) e comigo, para aproximar-se de Marconi Perillo, decidimos montar uma dissidência fortíssima e anunciar nosso apoio a Ronaldo Caiado. E, hoje, 90% do MDB em Goiás apoia o Caiado porque sabem que o Estado precisa, hoje, de uma revolução verdadeira. Nem um ladrão ocupará mais o Palácio das Esmeraldas”, afirmou Nelto.

Machadinho e Nelto saíram em defesa de Ronaldo Caiado e garantiram que o Hospital Regional de Uruaçu irá entrar em pleno funcionamento com a eventual eleição do Democrata ao Governo do Estado [Foto: Euclides Oliveira/Portal Excelência Notícias]
MACHADINHO EXPLICA OPÇÃO PELO PODEMOS – Naquele dia, em Campinorte, o candidato a deputado estadual Machadinho relembrou ao Excelência Notícias que foi bastante criticado na última quinzena de março pela demora em confirmar que realmente iria disputar vaga na assembleia este ano, quando ainda estava filiado ao DEM.

Segundo Machadinho, a saída do DEM e a consequente filiação ao Podemos se deu de maneira muito rápida, por sua identificação com a postura política firme de José Nelto, a quem o empresário-candidato considera um parceiro de primeira grandeza.

Machadinho e Nelto também saíram em defesa de Ronaldo Caiado e garantiram que o Hospital Estadual Geral e Maternidade de Uruaçu (Hemu) irá entrar em pleno funcionamento com a eventual eleição de Caiado ao Governo do Estado, fazendo contraponto às recentes declarações de Valmir Pedro. O prefeito, como se sabe, questiona a continuidade do projeto se o líder dos Democratas chegar ao Palácio das Esmeraldas.

Depois da caminhada em Campinorte, Machadinho e José Nelto fizeram rápida visita ao comitê de ambos em Mara Rosa, onde pediram apoio total da militância do Podemos na cidade nesta reta final de campanha.

Machadinho acompanhou atentamente a entrevista do deputado estadual José Nelto ao jornalista Euclides Oliveira, editor-chefe do Portal Excelência Notícias no Aeroporto de Uruaçu “Trabalhei muito pela unidade das oposições em Goiás. Essa candidatura do Daniel está sendo um fiasco porque é apenas dele (Daniel) e não do MDB. Tanto isso é verdade que 90% do partido o abandonou para apoiar o Caiado”, afirmou Nelto, sem papas na língua
Palavras-chave

Veja também