Publicidade

Niquelândia

4º Chá de Fraldas supera arrecadação do último evento e beneficia Abrigo dos Idosos no Jardim Águas Claras

Tia Abadia, que responde pelo trato de 50 idosos, agradeceu solidariedade da comunidade niquelandense: os 600 pacotes serão suficientes para três meses de um árduo trabalho

Todos os objetivos do 4º Chá de Fraldas do Abrigo dos Idosos São Vicente de Paulo, de Niquelândia – realizado na tarde do domingo/6 –  foram alcançados. Na manhã da terça-feira (7), a presidente da instituição beneficente, Maria Abadia Honório da Silva, havia contabilizado a arrecadação de 600 pacotes de fraldas geriátricas, aproximadamente.

O número foi superior ao da 3ª edição do evento em abril, que fechou em cerca de 400 pacotes de fraldas.

Na série histórica, o chá beneficente desse domingo fechou com a segunda arrecadação: em novembro do ano passado, a 2ª edição do evento contabilizou  700 pacotes fraldas geriátricas doadas.

O evento, desta vez, contou com decoração da Art Flores, por doação; caravanas da cidade inteira; e o apoio, pela segunda vez, do grupo de Whats App “Clica Que é Babado”, liderado por Brizia Cesário da Silva.

Leny Rocha com Tia Abadia, durante o 4º Chá de Fraldas do Abrigo dos Idosos, em Niquelândia [Foto: Divulgação]
“Foi show, muito lindo, muito lindo mesmo”, resumiu Tia Abadia, como é chamada a professora aposentada e ex-vereadora de Niquelândia, muito grata com todos que participaram do evento.

“Eu só tenho que agradecer a Deus, aos nossos parceiros e benfeitores, que não mediram esforços para estar em nosso 4º Chá de Fraldas e se empenharam para o alcance dos nossos objetivos: primeiro foi levar o pessoal para dentro do abrigo, para conhecer a nossa realidade; e depois, a arrecadação propriamente dita, que foi muito boa mesmo”, complementou.

Ao lado de Tia Abadia, a policial civil de Niquelândia, GIlma Custódio, é´uma das principais apoiadoras do Lar dos Idosos na cidade do Norte do Estado [Foto: Divulgação]
CUSTO ALTO – Atualmente, o abrigo conta 50 internos. A demanda, para sua manutenção, é muito grande: inclui desde roupas de cama, mesa, banho, produtos de limpeza e medicação até a alimentação suplementar diferenciada de alguns acamados.

“Se fosse só feijão, arroz e carne, tudo bem. O salário deles (das aposentadorias do INSS) não dá nem para começar. É só por meio das doações, desses benfeitores do coração de Deus, é que faz as coisas fluírem melhor lá”, explicou Tia Abadia.

 

Mensalmente, em média, o abrigo tem déficit superior a R$ 3 mil. Já teve período que essa diferença, para fechar a conta mensal, foi ainda maior: até R$ 4 mil.

Carinho de Tia Abadia para com os idosos internados no abrigo em Niquelândia também contribui para a mobilização da comunidade local [Foto: Divulgação]

“A gente não sabe de onde tirar mais dinheiro, para equilibrar essa conta. Ainda devemos na farmácia e no supermercado, por exemplo”, relatou a presidente do abrigo.

Para amenizar a situação, é aguardada uma emenda parlamentar, em favor do abrigo, de iniciativa do deputado federal Professor Alcides (PP).

APOIO DA PREFEITURA – Por enquanto, além do êxito do 4º Chá de Fraldas promovido em prol do lar do idoso, Tia Abadia festeja a parceria com o município na área da saúde, com a cessão de uma farmacêutica e o auxílio de outra profissional na Farmácia Básica do Hospital Municipal . “Elas têm ajudado bastante o abrigo”, reconheceu.

Tia Abadia com o advogado Sandro Rocha, que representou o prefeito Fernando Carneiro no evento: seu pai, o falecido advogado Almir Araújo Dias, foi o idealizador do Lar dos Idosos, cujo espaço hoje ostenta o nome de Almir [Foto: Divulgação]
Recentemente, a primeira-dama do município, Juliana Campos, fez a doação de gêneros alimentícios. “Eu disse a ela: até que enfim, uma primeira-dama com esse olhar para o abrigo”, afirmou Tia Abadia.

Além disso, a prefeitura disponibilizou cinco funcionários de seus quadros, que se juntaram a outros antes existentes. Com o número ampliado de colaboradores, melhorou a qualidade de atendimento dos idosos, segundo Tia Abadia, “o que é o nosso objetivo aqui no abrigo”.

EM BREVE, SERÁ A CADA TRÊS MESES – Por enquanto, o Chá de Fraldas é realizado semestralmente. Para o próximo ano, o planejamento é de que o evento ocorra a cada trimestre, a fim de melhorar ainda mais a arrecadação das fraldas. Hoje, no Abrigo dos Idosos São Vicente de Paulo são utilizadas, em média, 2 mil fraldas por mês.

Como o preço dos pacotes de fraldas geriátricas é de R$ 20,00 em média nas farmácias locais, Tia Abadia apontou que o Chá de Fraldas arrecadou cerca de R$ 12.000,00 somente com essa necessidade, considerando-se as doações que foram feitas pela comunidade niquelandense.

Outra coisa que ela destacou foi a solidadriedade dos proprietários de farmácias da cidade – como foi o caso da Farmácia Niquelândia, por exemplo – que venderam os pacotes de fraldas por apenas R$ 10,00 – ou seja, a preço de custo para o comerciante – apenas para fomentar um volume maior de doações.

DE ABÓBORA A VACA – Além dos benfeitores, que colaboram frequentemente para o bom funcionamento do lar dos idosos, Tia Abadia conta com o apoio das escolas, que, eventualmente, realizam campanhas em prol do abrigo.

Realizada a 4ª edição do Chá de Fraldas, a presidente agora planeja também a organização de um show beneficente, até o começo do ano que vem. O objetivo é arrecadar fundos para a construção de um almoxarifado para o lar.

“Ainda faremos outro evento, nossa confraternização de fim de ano, como também esperamos outras doações. Tudo quanto que nos doarem – seja uma abóbora ou uma vaca – é muito bem-vindo”, encerrou Tia Abadia.

SOLIDARIEDADE QUE SE MULTIPLICA – Parte dos pacotes de fraldas entregues no último domingo no Lar dos Idosos em Niquelândia: aposentadorias dos internos não cobre todas as despesas do mês [Foto: Divulgação]
Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar