Niquelândia

Caminho da Fé é inaugurado no início da 270ª Romaria do Muquém

Estado investiu R$ 3 milhões na obra após 10 anos de reivindicações do bispo de Uruaçu, dom Messias dos Reis Silveira, que presidiu missa-solene na abertura do segundo maior evento católico de Goias neste domingo (5)

O secretário estadual de Articulação Política, Carlos Alberto Lereia (PSDB), representou o governador e candidato a reeleição José Eliton Júnior (PSDB) no final da tarde deste domingo (5) em Niquelândia, na missa-solene de abertura da 270ª Romaria de Nossa Senhora da Abadia do Muquém no estacionamento da paróquia de mesmo nome, na região central do município de 45 mil moradores.

Após presidir a celebração, o bispo da Diocese de Uruaçu, dom Messias dos Reis Silveira, Lereia e o prefeito Fernando Carneiro da Silva (PSD) participaram da inauguração da obra de 45 quilômetros do chamado “Caminho da Fé”, as margens da rodovia GO-237 (Niquelândia/Muquém). José Eliton, por força da Legislação Eleitoral, está proibido de inaugurar obras públicas até o dia da votação.

Antiga reivindicação da Igreja Católica do Norte do Estado, a obra recebeu R$ 3 milhões de investimento do Governo de Goiás com o objetivo de garantir uma peregrinação mais segura – fora da rodovia propriamente dita – aos fiéis devotos que seguem o andor com a imagem da santa até as 5 horas da manhã da segunda-feira (6) até o Santuário do Muquém.

Importante fenômeno cultural e religioso para milhares de devotos, a Romaria do Muquém é a mais antiga do Estado e a segunda maior de Goiás, perdendo apenas para a Romaria do Divino Pai Eterno, de Trindade.

A extensa programação em comemoração aos 270 anos de devoção à santa trazida de Portugal – que se tornou padroeira de Goiás – prevê doze dias de manifestações religiosas com missas, confissões, novenas, shows, via sacra, vigílias, entretenimento e procissões com a imagem da santa na igreja do pequeno povoado, que comporta 22 mil pessoas sentadas.

Na missa-solene às 9 horas do feriado municipal da quarta-feira (15) que também será celebrada pelo bispo de Uruaçu – quando se comemora o dia de Nossa Senhora da Abadia – são esperadas cerca de 35 mil a 40 mil pessoas. A programação também poderá ser acompanhada pela Web TV Maria e contará com show de Antônio Alves (no dia 13) e da dupla Álvaro e Daniel (no dia 14).

Anualmente a romaria atrai cerca de 500 mil romeiros e visitantes, vindos de diversas localidades. Um número considerável de fiéis fica por 10 dias “hospedados’ nas áreas reservadas para acampamentos ao redor do Santuário do Muquém.

Famílias carregam praticamente a casa inteira – como camas, fogões e geladeiras – para garantir maior conforto nesse período em que a área urbana de Niquelândia fica praticamente às moscas.

Em sua homilia na missa-solene de abertura, o bispo diocesano destacou que, por diversas vezes, os fiéis católicos não podem mais se comportar como crianças que, quando recebem um presente, correm para o quarto para desembrulhar o embrulho e ver o que recebeu. De acordo com dom Messias, mais do que ver o presente, é necessário o acolhimento da pessoa que teve tal gesto de gentileza.

Dom Messias percebeu que fiéis desviaram atenção de seu sermão para um drone que sobrevoava a missa e lembrou que Deus e Nossa Senhora da Abadia ajudam os católicos a não desviarem a atenção para as ‘coisas do mundo’ (Foto: Euclides Oliveira)

“É uma situação muito diferente de quando chega, para nós, uma encomenda pelos Correios, que nos não sabemos de onde vem, pois eles (os carteiros) chegam e nos entregam, apenas. Mas, quando há uma relação mais viva e mais afetiva, nós vamos além. Jesus nos chamou para que fôssemos além do pão material; e Moisés nos recordou que tínhamos alimento vindo do Céus; e que as pessoas não se esquecessem de Deus. Neste começo de romaria, dentro de uma história grande – até porque não vejo ninguém aqui (entre os fiéis) com 150 anos ou com 200 anos de vida – nós nos encontramos com nossa própria história de vida, em que Deus já nos deu muitos presentes, nos oferecendo muitas graças. E quem entrar esse ano no Santuário de Nossa Senhora da Abadia vai perceber Deus se manifestando. Mas é preciso dar um passo mais, de acolher a Mãe de Jesus em nossas vidas, porque ela (Nossa Senhora) vai nos ajudar a não nos desviarmos diante das coisas do mundo”, afirmou dom Messias.

Pego de surpresa com o sobrevoo de um drone no meio do sermão, o bispo de Uruaçu notou que o público olhou para os céus para ver o equipamento, fez um breve comentário humorado e ratificou seu pedido para que os católicos se esquivem das facilidades hoje existentes para que o coração não esteja sintonizado com Deus. Para dom Messias, a longa perenigração ao Santuário do Muquém indica Jesus como Caminho, Verdade e Vida.

Palavras-chave

Veja também