Porangatu

Estelionatário que aplicava golpe na região é preso

O comparsa possui um mandato de prisão em aberto e é considerado foragido

Márcio Luciano da Silva, de 38 anos, foi preso na manha de sexta-feira, 27, em Porangatu, acusado de praticar prejuízo de mais de 600 mil em golpes na cidade e na região. Outro homem, identificado como Carlos Eduardo, está foragido e é apontado como comparsa dele nos crimes. Contra Carlos Eduardo há um mandado de prisão em aberto.

As investigações contra a dupla tiveram início em dezembro do ano passado, após a Delegacia de Polícia Civil de Porangatu receber denúncias de cheques roubados e sem fundos repassados na aquisição de imóveis, móveis e gado.

Segundo o delegado regional, André Medeiros, vítimas de Porangatu e cidades vizinhas disseram que a dupla se aproximava das pessoas que colocavam algum bem a venda com intuito de fazer negociações. Além dos cheques, eles também apresentavam documentos falsos.

“Na casa do Márcio Luciano foram apreendidos documentos, cheques e duas caminhonetes. Uma delas, inclusive com restrição junto ao Detran. E as investigações mostraram que eles vendiam ou trocavam esses bens para despistar os crimes cometidos. Até o momento nós temos conhecimento de 20 vítimas, mas pode aparecer mais após a divulgação do fato”, pontuou o delegado.

Márcio Luciano possui várias passagens por estelionato, ameaça e apropriação indébita. A polícia investiga ainda se há outras pessoas envolvidas e a tese de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar