Publicidade

Niquelândia

Zé da Caixa confirma pré-candidatura a prefeito

Cidade terá nova eleição em breve; ex-vice-prefeito, agora filiado ao PTB, articula apoio de vários segmentos

E le já foi candidato a deputado estadual, com excelente votação; secretario municipal de Finanças, vice-prefeito de Niquelândia e, numa decisão surpreendente, foi candidato a vereador em 2012, sem ter sido eleito. Passou por altos e baixos no cenário da política local e manteve-se em total discrição por dois anos até 2014, mas sem deixar de fazer suas articulações partidárias nos bastidores. E foi exatamente por isso que, juntamente com o advogado Fernando Cavalcante de Melo, que o bancário José Antonio de Oliveira (PTB), o popular Zé da Caixa, conseguiu arregimentar para si e para o seu grupo político o que parecia extremamente impossível: o comando do diretório municipal do PTB em Niquelândia. Hoje presidido por Fernando Cavalcante, o partido possui tradição na cidade por ter eleito o vice-prefeito (em 2004) e um prefeito (em 2008).

Na eleição de 2014, Zé da Caixa e Fernando – com apoio de lideranças políticas ligadas ao então prefeito Luiz Teixeira (PSD) – deram expressiva votação em Niquelândia para os dois maiores expoentes do PTB em Goiás, o deputado federal Jovair Arantes; e seu filho, o deputado estadual Henrique Arantes.

O jovem deputado, como se sabe, alcançou seu segundo mandato na Assembleia Legislativa de Goiás com 42.414 votos, tendo recebido em Niquelândia exatamente 2.052 votos. E o veterano Jovair, reeleito para seu quinto mandato na Câmara Federal com 92.945 votos, obteve 2.208 votos somente em Niquelândia. Segundo Zé da Caixa, foi um campanha difícil pois a aliança política com Jovair e Henrique foi sacramentada quando faltavam apenas 20 dias para a eleição. Mas o esforço de Zé da Caixa, que ainda aproximou o advogado José Aurélio Silva Rocha para o rol de apoiadores de Jovair e Henrique Arantes, teve um salto mais importante em 2016 quando o próprio Zé Aurélio filiou-se ao PTB e concorreu ao cargo de prefeito de Niquelândia, ficando em terceiro lugar.

E agora, quando se avizinha uma eleição suplementar para escolher o novo prefeito de Niquelândia para governar a cidade entre meados de 2018 até dezembro de 2020 – dada a cassação do mandato do então prefeito Valdeto Ferreira (PSB), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no começo desse mês – Zé da Caixa quer retomar a própria carreira politica como protagonista de um novo momento político da outrora Capital do Níquel, candidatando-se ao cargo máximo do Poder Executivo local.

O ex-vice prefeito foi o primeiro a confirmar sua pré-candidatura ao Portal Excelência Notícias na tarde da última sexta-feira (6) mas, comedido, Zé da Caixa preferiu não gravar entrevista. Ele, no entanto, destacou que está conversando com todas as lideranças e presidentes de partidos que tiveram participação na campanha de Zé Aurélio em 2016 para tentar pavimentar sua candidatura. Na rápida conversa, Zé da Caixa apenas deixou escapar que a resolução da difícil situação econômica da Prefeitura de Niquelândia é um desafio que precisa ser enfrentado com apoio de uma ampla consultoria externa com experiência em Gestão Pública para que ele, se for eleito o próximo prefeito, possa equacionar as contas do município a partir da obtenção das certidões negativas da prefeitura e assim, garantir o pagamento dos salários do funcionalismo em dia com o desbloqueio dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Porém, segundo Zé da Caixa, o próximo prefeito também não pode deixar de investir em obras de infraestrutura na cidade com recursos próprios e na assinatura de convênios junto ao Governo Federal para obtenção de recursos da União, nos ministérios; e retomar a parceria político-administrativa com o Governo de Goiás para que a Prefeitura de Niquelândia receba recursos do Programa Goiás na Frente e de outras linhas de crédito estaduais.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar