MozarlândiaRubiataba

Padre Agamenilton é eleito bispo da Diocese de Rubiataba-Mozarlândia pelo Papa Francisco

Religioso, de 45 anos, morou em Niquelândia quando chegou a Goiás, onde descobriu sua vocação sacerdotal: na Diocese de Uruaçu, ocupou vários cargos nos últimos anos até receber o chamado do Vaticano para assumir o comando da diocese antes ocupada por Dom Adair José Guimarães

Após um ano e meio de atuação como Administrador Diocesano de Uruaçu – quando sucedeu provisoriamente o então bispo Dom Messias dos Reis Silveira – o padre Francisco Agamenilton Damascena, de 45 anos, foi nomeado nesta quarta-feira (23) pelo Papa Francisco como novo bispo da Diocese de Rubiataba/Mozarlândia.

Até que a posse ocorra efetivamente, em data a ser marcada, o religioso foi elevado pelo Vaticano à condição de monsenhor no organograma da Igreja Católica.

A indicação para a diocese vacante – em fevereiro do ano passado, o então bispo de Rubiataba, Dom Adair José Guimarães foi nomeado bispo em Formosa – ocorreu justamente no dia em que o novo bispo da Diocese de Uruaçu, Dom Giovani Carlos Caldas Barroca, concedeu uma entrevista à imprensa da cidade do Norte do Estado.

Além das duas cidades-sedes, a circunscrição eclesiástica da Diocese de Rubiataba-Mozarlândia abrange os católicos-residentes em Araguapaz; Aruanã; Crixás; Faina; Matrinchã, Morro Agudo de Goiás; Mundo Novo; Nova América; Nova Crixás; e Uirapuru.

Criada em 1966 como Prelatura Territorial de Rubiataba [a partir das dioceses da Cidade de Goiás e Uruaçu], a diocese possui cerca de 105 mil habitantes batizados.

Renomeada como Prelatura Territorial de Rubiataba-Mozarlândia em abril de 1979, foi promovida a diocese em outubro daquele ano.

Nascido em Currais Novos/RN, padre Agamenilton mudou-se para Niquelândia com sua família em 1985, sendo a primeira localidade onde residiu em Goiás. Sua vocação sacerdotal foi despertada aos 16 anos de idade, em 1991.

Pouco antes disso, foi crismado pelo atual bispo emérito de Uruaçu, Dom José Silva Chaves, na Capela [hoje paróquia] Nossa Senhora d’Abadia, em Niquelândia, em outubro de 1990.

Neste tempo sua vida eclesial se deu na Capela [hoje paróquia] São Francisco de Assis e Paróquia Matriz São José, onde o futuro bispo foi catequista, membro da pastoral vocacional e de grupo de jovens.

Com o auxílio de frei James e padre Aldemir Franzin, o então jovem fez seu discernimento vocacional e ingressou em fevereiro de 1993 no Seminário Maior Nossa Senhora de Fátima em Brasília/DF.

Dom José Chaves, que era o bispo de Uruaçu naquela época, enviou Agamenilton para o Collegio Internazionale Maria Mater Ecclesiae, em Roma, em outubro de 1994, onde concluiu o bacharelado e mestrado em Filosofia.

Depois, no “Ateneo Pontifício Regina Apostolorum” (UPRA) – também em Roma –  obteve a Licenciatura em Filosofia.

Em setembro de 2000, foi ordenado diácono por Dom Jaime Vieira Rocha, na catedral de Caicó (RN). Em 19 de março de 2001, foi ordenado presbítero por Dom José Chaves, em Niquelândia.

Na Diocese de Uruaçu, ocupou inúmeros cargos na cidade-sede da diocese e também em outros municípios.

O novo bispo da Diocese de Rubiataba-Mozarlândia também fez uma especialização em Docência Universitário na Faculdade Mário Schenberg, em Cotia/SP; e um Doutorado em Filosofia na Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma.

Em 2013, o então bispo de Uruaçu, Dom Messias dos Reis Silveira, enviou o padre Agamenilton para Roma a fim de fazer o doutorado em filosofia, na Pontificia Università Lateranense, concluído em 2016.

Neste período, Agamenilton morou no Collegio Sacerdotale Giovanni Paolo II e colaborou na Paróquia Santa Sinforosa, em Bagni di Tivoli. [Com informações da Diocese de Uruaçu]

“Era dia 08 de setembro, festividade da Natividade de Nossa Senhora, quase meio-dia, hora do Angelus, quando fui surpreendido pela visita de Deus.

Recebi um telefonema de Mons. Massimo, oficial da Nunciatura Apostólica no Brasil. Ele me comunicou a nomeação de minha pessoa pelo Papa Francisco para ser bispo da diocese de Rubiataba-Mozarlândia.

Com o coração saindo pela boca, imediatamente vi neste fato o chamado divino. Pedi ao monsenhor um tempo para rezar, consultar meu diretor espiritual e responder a Deus que comigo falava por meio do seu Vigário.

No dia seguinte, respondi: por Cristo, com Cristo e em Cristo, com o auxílio de Nossa Senhora da Glória, aceito.

Aqui estou, diante de vocês, eu pobre pecador, alcançado pela misericórdia divina, com o coração aberto para partir em missão.

Quero ser instrumento de Deus para que a porção de seu povo de Rubiataba-Mozarlândia tenha vida e a tenha em abundância (Jo 10,10).

Expresso minha gratidão ao Papa Francisco pela confiança em mim depositada e sua solicitude pastoral para com a diocese para onde a Igreja me envia.

Agradeço a Dom Giovani por me acolher, fazer-se próximo a mim e me acompanhar nas primeiras horas deste meu momento histórico no qual sou envolvido pelo mistério divino de uma maneira inesperada.

Diletos irmãos e irmãs diocesanos: nosso bispo emérito, Dom Chaves, presbíteros, diáconos, religiosas, leigos consagrados, seminaristas e demais fieis leigos, enfim, família diocesana de hoje e de ontem, muito obrigado por colocarem o talento de vocês a serviço do Reino de Deus e cooperarem com o Espírito Santo na geração de pessoas novas.

Eu sou uma delas. Vocês formaram em mim o amor pela Igreja, corpo místico de Cristo, o Povo de Deus a caminho do Reino definitivo.

Que o Senhor deixe o testemunho de caridade, fé e esperança de vocês sempre estampado diante de mim, sobretudo nas horas de provação. Vocês me fazem querer ser mais santo. Muito obrigado por tudo.

À minha família e aos demais amigos também expresso a minha gratidão por todos os dons oferecidos ou compartilhados comigo.

Saúdo fraternalmente cada bispo, especialmente os bispos da Província Eclesiástica de Goiânia e demais bispos do Regional Centro-Oeste da CNBB com quem trabalharei mais de perto. Sinto-me feliz por em breve fazer parte, sacramentalmente, do Colégio Episcopal.

A fraternidade vivida entre os senhores quando fui administrador diocesano me encoraja a abraçar a missão. Contem comigo.

Espero em breve de lhes oferecer as informações sobre a ordenação episcopal e tomada de posse.

Que Deus, por intercessão do Imaculado Coração de Maria, abençoe a todos.

Fraternalmente,

Mons. Francisco Agamenilton Damascena
Bispo eleito da Diocese de Rubiataba-Mozarlândia

[Carta originalmente publicada no site da Diocese de Uruaçu]

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar
×

Converse online pelo WhatsApp com o Portal Excelência Noticias

× Fale agora com o Excelência Noticias