Publicidade

Niquelândia

Lago Serra da Mesa: Bombeiros acham corpo de homem de 38 anos que se afogou no sábado

Eduardo Rodrigues dos Santos, a vítima fatal, morava em Brasília e passava o final de semana na região da Serra Negra, quando teria caído de uma canoa: operação durou 60 horas e teve reforço de mergulhadores de Luziânia

O corpo do homem de 38 anos que morreu afogado na tarde do feriado nacional do sábado (7), no Lago Serra da Mesa, foi localizado no início da manhã desta terça-feira (10) pelo Corpo de Bombeiros de Niquelândia.

A megaoperação consumiu 60 horas de trabalho árduo e praticamente ininterrupto, que fora iniciado às 6 horas da manhã do domingo (8) e da segunda-feira (9), encerrando-se às 22 horas dos respectivos dias, com breves paradas para descanso das equipes.

Eduardo Rodrigues dos Santos, a vítima fatal, morava em Brasília.  Ele passava o final de semana no Condomínio das Araras, na região da Serra Negra, quando ocorreu a tragédia, por volta das 16h30 do sábado.

Segundo a corporação, o dilatado prazo ao resgate do cadáver ocorreu pela enorme dificuldade em fazer as buscas dada a profundidade onde Eduardo se afogou.

Fora isso, a água do Lago Serra da Mesa na região da Serra Negra encontrava-se turva, com galhos e pedaços de madeira, que atrapalhavam os mergulhos e a própria navegabilidade das embarcações dos Bombeiros.

A inexatidão do local onde Eduardo teria caído de uma canoa – conforme relato de terceiros, segundo os Bombeiros – também contribuiu para que o trabalho se estendesse.

Bombeiros-mergulhadores da corporação em Luziânia vieram do Entorno do DF reforçando o aparato técnico da operação.

SEM DESCANSO – Bombeiros de Niquelândia e de Luziânia trabalharam 18 horas por dia, das 6 às 22 horas, para o encontro do cadáver do homem que morreu afogado no Lago [Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros – BM/5 – Goiânia]
Houve, inclusive, sobrevoo de drones à captação de imagens  do Lago para melhor delimitação da área a ser vasculhada, em função do tamanho do reservatório; e a utilização de cães-farejadores, treinados para situações do tipo.

Um total de 23 homens da corporação atuou nas ações encabeçadas pelo major André Luiz de Jesus Aquino, comandante dos Bombeiros em Niquelândia; pelo tenente Dorvenice Machado dos Santos, atual subcomandante; e pelos demais bombeiros da própria cidade e do Entorno do DF, envolvidos no dificílimo trabalho.

CORPO SUBIU À SUPERFÍCIE – Em ocorrências do tipo – quando o período de imersão em águas profundas prologa-se por um prazo de três a cinco dias – o inchaço naturalmente provocado pela decomposição do corpo humano favorece que os cadáveres boiem e cheguem à superfície, naturalmente

Dessa forma, Eduardo foi localizado por volta das 6 horas da manhã desta terça-feira (10) e a operação foi encerrada às 12 horas de hoje, quando o Instituto Médico Legal (IML) de Uruaçu recolheu o corpo para os exames de praxe que irão determinar as causas da morte do morador da capital federal.

Operação do Corpo de Bombeiros de Niquelândia foi concluída por volta das 12 horas desta terça-feira/10, quando o corpo de Edinilson foi recolhido pelo IML de Uruaçu [Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros BM/5 – Goiânia]
OUTRO CASO – Ainda no sábado (7), na região do Povoado de Quebra-Linha, o Corpo de Bombeiros de Niquelândia registrou também o afogamento de Jean Carlos da Silva Monteiro. Ele tinha 23 anos, morava em Anápolis e tentava atravessar o Rio Maranhão nadando, quando perdeu forças e submergiu. O corpo foi achado na manhã do domingo (8).

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar