Publicidade

Niquelândia

Filho de eletricista baleado na nuca desmente boatos sobre doação de órgãos

Eugílio Martins Hilário, de 30 anos, disse que os médicos do Hospital de Urgências de Anápolis retiraram a sedação de seu pai - Lázaro Hilário, de 53 anos - que respira com ajuda de aparelhos: prazo de 48 horas pedido pelos neurologistas termina às 7 horas deste sábado (01/12)

Familiares do eletricista Lázaro Hilário – de 53 anos, baleado na nuca na noite da quarta-feira (28) após assalto em fazenda na zona rural de Niquelândia – seguem bastante apreensivos após o Hospital de Urgências de Anápolis (Huana) confirmar que a vítima da ação criminosa chegou ao local com quadro de morte cerebral, por volta das 7 horas da quinta-feira (29).

Apesar da dor da família pela gravidade do quadro, seu filho Eugílio Martins Hilário – de 30 anos, que é assistente administrativo de uma tradicional farmácia da região central de Niquelândia – aceitou conversar com o Portal Excelência Notícias por volta das 13h15 desta sexta-feira (30).

Através de áudios via Whats App, o rapaz também descartou boatos que a família já teria autorizado que os órgãos de Lázaro fossem doados para transplante.

Eugílio detalhou, ainda que a sedação de Lázaro foi retirada sem que a vítima do disparo esboçasse qualquer reação cerebral; que seu pai segue respirando com ajuda de aparelhos; e no aguardo das decisões da equipe médica que o assiste em Anápolis.

O CRIME – Funcionário da concessionária de energia Enel, Lázaro estava numa caminhonete Hilux com a logomarca da empresa quando foi abordado por bandidos em fuga que haviam invadido a Fazenda Olho d’ Água, onde agrediram e roubaram uma espingarda; R$ 800 em dinheiro; e outros pertences da proprietária do local, uma idosa de 63 anos.

O fato ocorreu na região conhecida como “Posto do Major”, nas proximidades da GO-237, na zona rural de Niquelândia, quase na divisa com Uruaçu.

Antes disso, os bandidos tentaram fugir no carro onde chegaram, que teve pane mecânica e acabou incendiado pela própria dupla. Depois, quebraram o vidro do carro da filha da vítima, mas não conseguiram ligar o mesmo.

Na tentativa desesperada de se evadirem do local, dispararam contra Lázaro – que fazia manutenção da rede elétrica da região – e fugiram com o veículo da Enel.

A Hilux foi encontrada totalmente queimada também na manhã da quinta-feira (29) no Setor Vale do Sol, em Uruaçu.

FAMÍLIA AGUARDA LAUDOS NEUROLÓGICOS – “Uma psicóloga e um neurologista, que conversaram com a gente, nos disseram que o meu pai está sendo medicado para que sua pressão arterial possa ser mantida estável. Mesmo que não ocorra nenhum tipo de reação, segundo os médicos, o período mínimo de avaliação do quadro é de 48 horas, prazo que termina amanhã (sábado, dia 01/12). Nas próximas 24 horas após esse período (no domingo, 02/12) é que os dois neurologistas vão avaliar os laudos médicos de cada um; e conversarem para ver o que será decidido. Estão chegando para mim, de Niquelândia, informações que pessoas da cidade estão tomando frente de notícias que não são verídicas dando conta de que seria feita uma cirurgia para a retirada dos órgãos dele. Eu e minha irmã  já decidimos que não autorizaremos nada nesse sentido”, detalhou Eugílio no áudio enviado ao Portal Excelência Notícias.

O assistente administrativo também comentou que ele e sua família, embora o noticiário da televisão nacional mostre diariamente casos de violência em circunstâncias parecidas que seu pai foi vítima, jamais poderiam imaginar que um fato tão trágico pudesse ocorrer com Lázaro ou com qualquer outro parente, muito menos na cidade onde vivem.

Bastante sereno na entrevista, Eugílio elogiou o trabalho das polícias Civil e Militar de Niquelândia; e disse que as forças de Segurança Pública da cidade “não podem fazer milagre” para estarem em todos os lugares e em todos os momentos para garantir a proteção ideal para os munícipes, ao ser perguntado sobre a crescente onda de violência na cidade do Norte do Estado.

“Desde já agradeço pelo profissionalismo de vocês (do Portal Excelência Notícias) que, primeiramente, procuraram nossa família para buscar a informação correta; e não de terceiros, no sentido de informar corretamente a população de Niquelândia sobre o estado de saúde do meu pai”, completou o assistente administrativo.

ADOLESCENTE ENVOLVIDO NO CRIME MORRE EM CONFRONTO COM O GPT EM URUAÇU

Na sequência – por volta das 9 horas da quinta-feira (29), quando estava no encalço dos assaltantes que deram o tiro em Lázaro – o Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) de Uruaçu recebeu informações de que, no mesmo setor onde a Hilux da Enel foi incendiada, havia barulhos numa casa.

Na chegada, o GPT foi recebido a tiros por um dos indivíduos. Os militares, então, revidaram e balearam o adolescente Vitor Hugo Rodrigues de Paula, de 16 anos.

O jovem foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Uruaçu, onde acabou morrendo.

Em poder do garoto morto, o GPT localizou um revólver calibre 32 com duas munições deflagradas e quatro ‘picotadas’ (ou seja, que falharam no momento da ação criminosa).

O desdobramento do caso iniciado com o assalto na zona rural Niquelândia foi registrado pelo delegado Rafhael Neris Barboza, titular da delegacia da Polícia Civil de Uruaçu.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar