Publicidade

Niquelândia

Duplo assassinato de pai e filho no Faz Tudo marca feriado de Finados

Evaristo Oliveira Mota tinha 55 anos. Samuel, apenas 18. Eles foram mortos na madrugada desta sexta-feira (2) na porta da Fazenda Galinheiro. Polícia Civil não descarta provável emboscada seguida de execução sumária: mistério

O delegado-titular da Polícia Civil em Niquelândia, Cássio Arantes do Nascimento, abriu inquérito policial na tarde desta sexta-feira (02) – feriado nacional de Finados – para apurar as circunstâncias e as motivações de um duplo assassinato que vitimou pai e filho no Povoado Faz Tudo. Com acesso pela rodovia BR-414, o local dista 45 quilômetros da área urbana da cidade do Norte do Estado.

De acordo com o Registro Integrado de Atendimento (RAI) elaborado pela Polícia Militar (PM), os corpos de Evaristo Oliveira Mota, de 55 anos; e do adolescente Samuel Pereira Mota, de 18; foram encontrados por um morador das redondezas por volta das 6 horas da manhã de hoje na entrada da Fazenda Galinheiro, próxima da ponte de acesso ao Povoado Rio Vermelho.

Eles foram mortos a tiros, segundo a PM. Ao lado das vítimas, havia uma motocicleta Honda CG 125 Fan (cor vermelha, ano 2012, placa JKA-7382/DF).

EMBOSCADA SEGUIDA DE EXECUÇÃO? – De acordo com a autoridade policial, se o laudo cadavérico do IML realmente confirmar que Evaristo e Samuel foram mortos com disparos na nuca – informação que Cássio Arantes oficialmente ainda não tinha às 20h30 de hoje, pois ainda dependia de uma conversa com o médico-legista – a hipótese de que o crime foi uma execução sumária pode ganhar força no desenrolar das investigações.

“Quem praticou o crime conhecia bem a rotina deles. Porém, nós ainda não sabemos – e essa realmente é uma dúvida – se o alvo eram os dois (pai e filho) ou apenas um deles. Conseguimos apurar, de início, que esse senhor (Evaristo) levantava todos os dias por volta das 4 horas da manhã e, como ele não dirigia, era levado pelo filho (Samuel) para tirar leite de vacas numa fazenda próxima.  A dona da propriedade onde o Evaristo trabalhava ligou para a esposa, perguntando sobre o paradeiro dos dois. Diante da informação que pai e filho estavam a caminho, ela (a fazendeira) pediu que dois conhecidos fossem localizá-los e, quando essas pessoas chegaram lá (na Fazenda Galinheiro), depararam-se com os dois caídos no chão. Como a moto estava caída de lado, essa testemunha pensou que havia ocorrido um acidente com eles. Só depois que perceberam os dois haviam sido vítimas dessas possíveis execuções. Uma provável emboscada não está descartada, a princípio”, detalhou o delegado ao Portal Excelência Notícias.

Diante disso, os PMs isolaram a área para que os policiais civis e a Polícia Técnico-Científica (de Uruaçu) trabalhassem na cena do crime na busca de algum indício que possa ser útil à apuração dos fatos.

Os corpos de pai e filho, vítimas desse duplo homicídio, foram levados para o Instituto Médico Legal (IML), também em Uruaçu, para as demais providências de praxe antes de serem liberados para velório e sepultamento.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar