Barro AltoCoronavírus

Caso “confirmado” de Covid-19 em Barro Alto ainda depende de validação oficial do Lacen, em Goiânia

José Luiz Altamir Siqueira, secretário de Saúde da cidade, disse que paciente fez o exame por iniciativa própria em Goianésia, para onde viajava diariamente para trabalhar, antes de procurar as autoridades sanitárias do município onde mora

O secretário municipal de Saúde de Barro Alto, José Luiz Altamir Siqueira, conversou na manhã desta terça-feira (14) por telefone, com o Portal Excelência Notícias, sobre a divulgação do boletim epidemiológico que confirmou um caso positivo para o novo coronavírus na cidade, no final da tarde da segunda-feira (12).

Segundo o titular da pasta na administração do prefeito Luciano Lucena (PSDB), a paciente é uma mulher de 26 anos que se deslocava diariamente de Barro Alto para Goianésia, onde trabalha.

Porém, informou o secretário, o detalhe da história é que ela própria tomou a iniciativa de fazer o exame de Covid-19 em Goianésia num laboratório particular, desconfiada de que poderia estar contaminada dado o agravamento da situação na cidade hoje sob os cuidados do prefeito Renato de Castro (MDB).

Ele, porém, disse não saber se o diagnóstico foi conseguido pela paciente pelo chamado “teste rápido”. Como se sabe, tal metodologia ainda não é considerada 100% segura para validação do resultado, já que a maioria dos kits para o exame são importados da China.

Por isso, os casos só entram nas estatísticas oficiais do Ministério da Saúde, através de exames feitos em laboratórios da rede pública, nos 27 Estados e no Distrito Federal.

Em Goiás, esse trabalho é feito pelo Laboratório Estadual de Saúde Pública (Lacen) Dr. Giovanni Cysneiros, em Goiânia.

A PALAVRA DO SECRETÁRIO – “Essa ‘confirmação’ nos pegou totalmente de surpresa porque essa paciente não passou pela nossa Unidade de Saúde aqui em Barro Alto. Ela foi direto ao laboratório e fez o exame. Por isso é não havíamos feito a notificação inicialmente como caso suspeito. Assim que ficamos sabendo dessa informação, tomamos todas as providências necessárias; e colocamos ela e o marido em situação de isolamento”, afirmou José Luiz.

Segundo o secretário de Saúde de Barro Alto, a jovem sempre teve ‘saúde perfeita’. Ele não soube informar se ela apresentou algum sintoma característico da Covid-19 antes de fazer o exame, pois a paciente só procurou a Saúde local com o exame positivo em mãos.

“Ela apresentava leves sintomas da doença; e já está bem, hoje. Porém, embora não tenha havido necessidade de internação, nós cumprimos o protocolo; coletamos a amostra; e enviamos para o Lacen. O Lacen ainda não emitiu o resultado, mas como nós [da Secretaria de Saúde] já tínhamos essa confirmação [pelo teste rápido, supostamente] decidimos que não podíamos esperar por esse laudo, justamente pelo fato de Goianésia estar muito próxima da gente, numa distância de apenas 50 quilômetros”, afirmou José Luiz.

O titular da pasta da Saúde em Barro Alto frisou, ainda, que sua equipe de trabalho está reforçando o trabalho de conscientização com a população local para que permaneçam em casa; e para que evitem se deslocar para Goianésia sem necessidade.

“Essa é a melhor forma de prevenção contra a doença, no presente momento. Eu e o prefeito [Luciano Lucena] devemos nos reunir para decidir, em conjunto, a adoção de outras normativas nesse sentido”, afirmou o secretário.

SIM OU NÃO? Prefeitura de Barro Alto decidiu anunciar a confirmação de um caso de Covid-19 na cidade, mesmo sem a informação oficial do Lacen [Foto: Reprodução/Whats App]

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar