Publicidade

Niquelândia

NOTA DA REDAÇÃO – Família de Estrogildo não foi ameaçada por caseiro morto pela PM no Indaianópolis

O erro é possível de ocorrer em qualquer área de atuação profissional e, no exercício diário do jornalismo, essas falhas indesejadas também ocorrem.

Isso posto, o Portal Excelência Notícias admite que, na reportagem intitulada “Caseiro que planejava ‘matança’ em igreja evangélica morre em confronto com o GPT na zona rural”. cometeu um equívoco de interpretação do histórico do Registro de Atendimento Integrado (RAI) elaborado pela Polícia Militar (PM) de Niquelândia, no episódio que terminou com a morte do caseiro Saloede Pereira da Silva, fato esse ocorrido no último dia 31 de outubro no Povoado Indaianópolis.

Ao contrário do que foi publicado pelo Excelência Notícias no dia 01/11,  o pastor-presidente da Igreja Assembleia de Deus no referido povoado, Estrogildo Ferreira dos Anjos – nem mesmo sua esposa Devanil Generosa dos Anjos –  não sofreram qualquer tipo de ameaça por parte de Saloede Pereira da Silva.

Nos áudios gravados por Estrogildo em apelo à PM na verdade, o ex-vice candidato a prefeito de Niquelândia menciona que a família do caseiro era ameaçada pelo próprio Saloede.

Estrogildo esteve pessoalmente na redação do Excelência Notícias às 14h30 desta terça-feira (5), acompanhado pelo também pastor Daniel Abreu, para os devidos esclarecimentos.

Nesse sentido, pedimos desculpas pelos transtornos eventualmente causados.

A DIREÇÃO

Palavras-chave
Botão Voltar ao topo
Fechar