Publicidade

Niquelãndia/Quebra-Linha

Feminicídio: Diarista é morta com tiro na cabeça por ex-companheiro no Povoado Quebra-Linha

Roniel Moreira dos Anjos está foragido: apurações preliminares das polícias Civil e Militar de Niquelândia apontam que homem atirou em Marli Pinto da Silva por não aceitar vê-la namorando outra pessoa

Policiais civis de Niquelândia, no Norte do Estado, estão à procura de um indivíduo identificado como sendo Roniel Moreira dos Anjos, de 39 anos.

Ele é o principal suspeito de matar – com um único disparo na cabeça –  a sua ex-companheira Marli Pinto da Silva, de 37 anos.

O crime ocorreu por volta das 17 horas da sexta-feira (12) no Povoado Quebra Linha, distante 75 quilômetros da área urbana do município.

Segundo o Registro de Atendimento Integrado (RAI) elaborado pelas polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros chegou rapidamente ao local mas Marli já estava sem vida.

Marii, que trabalhava como diarista, foi enterrada no início da tarde do sábado (13) no cemitério do povoado.

No local, a PM apurou que Roniel nunca aceitou o término do relacionamento com Marli, fato esse ocorrido há oito anos.

Da união nasceram duas crianças, ainda menores de idade.

Uma das prováveis motivações para o feminicídio, de acordo com a ocorrência, seria o ciúme doentio de Roniel com a ex, que vivia atualmente um outro relacionamento.

Depois de cometer o crime, o homem teria empreendido fuga pela rodovia BR-414 na direção de Dois Irmãos/Cocalzinho de Goiás, numa caminhonete S-10 de cor preta.

Próximo ao local onde o corpo de Marli ficou caído, foi localizado cápsula deflagrada de uma pistola, de calibre não-identificado na ocasião.

A Polícia Técnico-Científica e o Instituto Médico Legal (IML) de Uruaçu estiveram na cena do crime para recolher indícios que, futuramente, atestem ou não que Roniel seja o autor do feminicídio.

As investigações deste ato covarde terão sequência nesta segunda-feira (15) quando o delegado-titular de Niquelândia, Gerson José de Sousa,  requisitará de seus subordinados máxima prioridade para a captura do suspeito.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar