Publicidade

Niquelândia

Saúde vai prevenir “Doenças Negligenciadas” no Acampamento Vida Nova

Chagas, Tracoma, Leishmaniose, Hanseníase e Tuberculose estarão sob monitoramento em parceria do prefeito Fernando Carneiro com Estado, Cidisem e Corpo de Bombeiros: ação ocorrerá entre os dias 19 e 23 durante o 4º Encontro Regional de Saúde de Serra da Mesa, em Niquelândia

Parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde de Niquelândia, com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) – através da Regional de Saúde (RS) Serra da Mesa, com sede em Uruaçu – vai garantir a realização de ações preventivas e para o possível diagnóstico de cinco tipos de “doenças negligenciadas” no Acampamento Vida Nova, entre os dias 19 e 23 deste mês.

Um dos lugares mais remotos e distantes da área urbana da cidade do Norte do Estado, o acampamento na região do Povoado Machadinho sediará o 4º Encontro Regional de Saúde da RS Serra da Mesa com o apoio do prefeito Fernando Carneiro (PSD).

O conceito de “negligência”, nesse caso em específico, diz respeito aos reduzidos investimentos em pesquisas; na produção de medicamentos; e no controle de doenças endêmicas em populações de baixa renda que são causadas por agentes infecciosos ou parasitas.

Serão duas horas de estrada de chão, até o acampamento, com enfoque na Doença de Chagas (transmitida pelas fezes do mosquito conhecido como “barbeiro”); na Hanseníase (que ataca a pele e os membros periféricos; no Tracoma (forma mais grave de conjuntivite); na Leishmaniose (feridas indolores na pele ou mucosas do indivíduo picado pelo mosquito-palha); e na Tuberculose (doença contagiosa que pode atacar órgãos como pulmão; pleura, ossos, e sistema nervoso).

“Esse trabalho contempla um Plano de Ação para todos os municípios da RS Serra da Mesa. Mas, no caso de Niquelândia, temos uma atenção toda especial com os acampamentos e assentamentos com o diagnóstico dessas doenças aqui no município. Esse trabalho no Acampamento Vida Nova é um piloto que vamos realizar nesse local, agora de maneira mais aprofundada, onde existem condições precárias de moradia”, comentou a coordenadora de Educação, Comunicação e Vigilância em Saúde da SES na capital, Maristella Vieira dos Santos Sasse.

Segundo a secretária de Saúde de Niquelândia, Nery Lelis, o número de pessoas acometidas com as doenças acima relacionadas é mais intenso ou menos intenso em determinados períodos, ao longo dos tempos, sem que haja uma perspectiva efetiva de que sejam erradicadas.

A titular da pasta destacou, ainda, que a extensa área rural do município possui regiões com diferentes peculiaridades de tal forma que um ou outro caso dessas doenças ‘negligenciadas’ pode vir a ser registrado eventualmente. No momento, sempre de acordo com Nery, não há registros de grande relevância que obriguem a tomada de ações de grande vulto.

“Por isso é que precisamos ter um olhar bastante criterioso com elas para que não se tornem epidemias, novamente, fazendo o controle do local onde vivem esses indivíduos; e de que forma eles podem ser assistidos pelo nosso município; com esse apoio do Estado por meio da Suvisa (Superintendência de Vigilância em Saúde) e da RS Serra da Mesa”, comentou Nery.

A reunião para tratativas do trabalho a ser realizado no Acampamento Vida Nova ocorreu na manhã da terça-feira (6) no prédio da Secretaria Municipal de Saúde, anexo ao Hospital Municipal Santa Efigênia.

O Corpo de Bombeiros de Niquelândia e o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Integrado Serra da Mesa (Cidisem) – atualmente sediado em Niquelândia, que se encontra em fase de reestruturação – também são parceiros importantes da iniciativa.

“Uma das nossas principais características é a atuação de forma regional, na articulação, Nesse evento, daremos suporte logístico às estruturas das secretarias estadual e municipal de Saúde que serão necessárias; e também estamos estabelecendo alguns vínculos com outros parceiros que nós temos – caso do Legado Verdes do Cerrado, da CBA/Votorantim – para tentarmos a preservação de uma nascente na área do Acampamento Vida Nova”, comentou o secretário-executivo do Cidisem, Lucas Souza. Na oportunidade, ele representou o prefeito de Colinas do Sul, Adriano Passos (PR), atual presidente do consórcio.

Além de Niquelândia, Uruaçu e Colinas do Sul, a RS Serra da Mesa é composta pelos municípios de Alto Horizonte; de Amaralima; de Campinorte; de Hidrolina; de Mara Rosa; e de Nova Iguaçu de Goiás.

A secretária Nery Lelis, titular da pasta da Saúde em Niquelândia, conduziu reunião na terça-feira (6) sobre o trabalho que será realizado no Acampamento Vida Nova, na região do Povoado Machadinho [Foto: Elaine Alves]
Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar