Publicidade

Niquelândia

Polícia Civil faz diligências no Garimpinho para apurar homicídio

Vaumy Rodrigues da Conceição foi encontrado morto por seu irmão por volta da meio-dia deste domingo (24) na Fazenda Meia Ponte: caso ainda sob mistério

Desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (25), agentes de investigação da Polícia Civil de Niquelândia estão no Povoado Garimpinho – distante 140 quilômetros da área urbana da cidade – para tentar levantar as circunstâncias e pistas sobre o assassinato que tirou a vida de Vaumy Rodrigues da Conceição.

Seu irmão, Amilton Rodrigues da Conceição, esteve na delegacia em Niquelândia às 8h30 desta segunda-feira (25) para o registro formal da ocorrência a fim de que o Instituto Médico Legal (IML) de Uruaçu pudesse realizar o laudo cadavérico para atestar a causa da morte.

De acordo com o delegado Cássio Arantes do Nascimento, titular da DP, as únicas informações disponíveis até agora sobre o caso – fornecidas por Amilton – dão conta de que ele e Vaumy se falavam por telefone todos os finais de semana; e que essa comunicação entre os dois não ocorreu no sábado (23) como de costume.

Desconfiado, Amilton dirigiu-se até a Fazenda Meia Ponte – que seria vizinha ao local onde Vaumy trabalhava – onde encontrou o corpo do irmão caído e de bruços, já sem vida, por volta do meio-dia de domingo. No relato simples de Amilton, ele disse à autoridade policial que percebeu que o irmão morreu “de tiro” (ou seja, baleado) mas que não mexeu no cadáver e preferiu acionar o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu/192).

Amilton não soube dar mais detalhes sobre o que teria motivado o assassinato do irmão, apenas informando que Vaumy estaria sozinho onde morava no momento do crime. A Polícia Civil segue investigando o caso. Outras informações, a qualquer momento, no Portal Excelência Notícias.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar