Uruaçu

Hidrômetro disfarçava tráfico em casa com rinha de galo clandestina

Casal foi preso em flagrante em casa do Loteamento Santana em Uruaçu, como consequência da Operação Maio 10: PC fecha o cerco contra as drogas

Policiais civis de Uruaçu tiraram de circulação, na segunda-feira (7), um casal onde a casa em que moravam no Loteamento Santana possuía um buraco na caixa do hidrômetro da Saneago – entre o lado de dentro e de fora da casa – para disfarçar a movimentação de drogas e de dinheiro proveniente da negociação entre os usuários e os donos da boca de fumo.

De acordo com o delegado-titular do DP de Uruaçu, Bernardo Comunale, denúncias anônimas recebidas no desenrolar da Operação Maio 10 culminaram com o monitoramento do local, oportunidade em que um motociclista foi visto na porta da casa quando apanhava ‘algo’ dentro da caixa do medidor de água.

O rapaz, porém, percebeu a presença dos agentes de investigação e conseguiu fugir. No compartimento do hidrômetro, a Polícia Civil de Uruaçu acabou encontrando várias porções de maconha embaladas uma a uma, prontas para serem comercializadas por Pablo Wender Teixeira e Karollayne Borges Silva.

De acordo com a autoridade policial, Karollayne recebia o pagamento das drogas e colocava as porções na caixa do hidrômetro para a retirada dos compradores. Pablo comprava as drogas de outros traficantes, bem como fazia a pesagem/embalagem da maconha que era revendida pelo casal.

Na casa dos traficantes, investigadores encontraram galos aprisionados para lutas irregulares em rinha com apostas em dinheiro: (Foto: Divulgação/Polícia Civil/Uruaçu)

RINHA DE GALO  – Se já não bastasse o flagrante-delito por tráfico e  associação para o tráfico de drogas, Karollayne e Pablo também foram autuados por maus-tratos a animais.

Na casa-alvo da operação, a Polícia Civil de Uruaçu encontrou vários galos presos em gaiolas e constatou que havia uma espécie de ringue para lutas entre os mesmos.

Fora isso, também havia os apetrechos normalmente usados nessa finalidade, quando os galos acabam se machucando para o prazer mórbido de quem faz apostas em dinheiro sem um pingo de escrúpulos com a situação dessas aves. (Com informações da Polícia Civil/Uruaçu)

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar
×

Converse online pelo WhatsApp com o Portal Excelência Noticias

× Fale agora com o Excelência Noticias