Eleições 2020Niquelândia

Candidato a vereador, Pedro Tonhão defende redução de 65% nos salários de prefeito, vereadores e secretários municipais em Niquelândia

Funcionário público federal possui numerosa família na cidade onde nasceu e disputa cargo político pela primeira vez: além de defender que a Prefeitura de Niquelândia economize R$ 10 milhões em 4 anos com salários da classe política, ele próprio registrou, em cartório, que abre mão do salário se for eleito vereador

Nascido há 36 anos na zona rural de Niquelândia, o candidato a vereador Pedro Tonhão (DEM) busca um inédito mandato na Câmara Municipal de Niquelândia no próximo dia 15 de novembro mesclando tradição familiar; sólida formação profissional; e o desejo de fazer uma política ousada e moderna na cidade do Norte do Estado.

Pedro Antonio Pereira de Azevedo – nome de batismo do servidor público federal da Agência Nacional do Petróleo/ANP – carrega consigo o apelido de Pedro Tonhão como fruto da junção do primeiro nome de seu avô paterno [Pedro Luís de Azevedo, já falecido] com o primeiro nome de seu avô materno [Antônio Pereira Filho, o Tonhão].

NO EMBALO DO ACORDEON – Sanfoneiro dos bons em Niquelândia, Adelor Pereira cumprimenta Pedro Tonhão durante a campanha eleitoral do servidor federal em Niquelândia [Foto: Divulgação/ Assessoria do Candidato]
Tonhão, o avô, fundou o antigo PFL [atual DEM] em Niquelândia; presidiu o diretório municipal da legenda; e hoje é o presidente de honra do partido na cidade. Nada mais justo, então, que Pedro Tonhão decidisse filiar-se ao DEM à convite do atual presidente da legenda, Evaldo Rincon.

Pedro foi criado na região da Telha, distante cerca de sete quilômetros da planta da Votorantim Metais, no Acampamento Macedo por seus pais, os lavradores Sebastião Luís de Azevedo, o Tião do Carro; e Ilenir Pereira.

Para estudar e se formar, Pedro Tonhão enfrentou seca, calor e poeira passando por Niquelândia, Anápolis e Brasília até ser aprovado no concurso público da ANP no Rio de Janeiro, onde trabalhou até pedir transferência para a capital federal, ficando assim mais próximo de seus pais.

VISITA – Pedro Tonhão durante visita a um casal de idosos em Niquelândia: luta diária atrás de votos na cidade onde nasceu {Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]

PROPOSTA PARA REDUZIR SALÁRIOS DOS DOS POLÍTICOS DE NIQUEÂNDIA – Lembrando como era difícil reunir economias quando começou a vida, o candidato a vereador pretende propor, se eleito for, um projeto de lei à redução de 65% nos salários do prefeito; dos vereadores; e dos secretários municipais de sua terra natal.

Professor licenciado em Matemática pela Universidade de Brasília (UnB) e especialista em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Pedro Tonhão entende de números.

Segundo ele, em quatro anos, a economia com o pagamento de salários de agentes políticos seria de impressionantes R$ 10.176.465,00. Ou seja, recursos mais do que suficientes para várias obras estruturantes no município de Niquelândia.

GARAPA NA FEIRA – Durante campanha eleitoral na Feira Coberta de Niquelândia, candidato a vereador Pedro Tonhão revigora energias com um copo de caldo de cana: pausa na caça aos votos e momento de reviver tradições da cidade onde nasceu [Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]
O candidato a vereador explicou, ao Portal Excelência Notícias, que o alto patamar dos salários dos políticos locais foi definido quando Niquelândia tinha uma das maiores arrecadações de impostos entre todos os municípios do Estado, no auge da atividade de mineração de minério de níquel.

Hoje, o salário do prefeito e candidato a reeleição Fernando Carneiro (PSD) é de exatos R$ 25.322,25. O valor surpreende o candidato a vereador Pedro Tonhão pela incompatibilidade do vencimento do chefe do Executivo com a atual realidade financeira e orçamentária da Prefeitura de Niquelândia.

Com a redução que Pedro Tonhão pretende, o salário do prefeito de Niquelândia – independentemente do nome do eleito ao cargo majoritário, no dia 15 – seria reduzido para R$ 8.862,78.

Professora Ariana Renovato [à esq.] é uma das coordenadoras de campanha de Pedro Tonhão (c): na imagem, ambos aparecem com o Sr.Zely, na Feira Coberta [Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]
COMPARAÇÕES ASSUSTAM -“Segundo levantamento recente, hoje somos o segundo município mais endividado do Estado de Goiás. Mesmo assim, o salário do prefeito de Niquelândia é maior do que o valor recebido mensalmente pelo governador Ronaldo Caiado, que tem salário de R$ 25.052,50. Além disso, a remuneração do nosso chefe do Executivo ainda é maior que os salários dos prefeitos de Anápolis e de Goiânia que recebem R$ 19.194,26 e R$ 24.208,00 por mês, respectivamente”, detalhou o candidato a vereador.

Pedro Tonhão, inclusive, registrou em cartório, nessa terça-feira (3), o desejo de abrir mão de seu salário como eventual vereador na cidade já que, se eleito, poderá pleitear transferência do cargo que ocupa em Brasília para Niquelândia ou alguma outra cidade da região, por ter estabilidade na carreira em que prestou concurso público.

PAIXÃO PELO CONHECIMENTO – Licenciado em Matemática pela Universidade de Brasília (Unb), o candidato a vereador Pedro Tonhão diz que a realidade econômica de Niquelândia não comporta mais altos salários aos agentes políticos [Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]

Segundo ele, o legado moral herdado do avô Antônio/Tonhão – que sempre esteve envolvido na política niquelandense, sem nunca ter se candidatado – também lhe faz otimista e preparado nessa tentativa de ajudar a construir uma cidade melhor, como político, pelo difícil momento que Niquelândia vive.

RETRIBUIR AS CONQUISTAS – “Isso sempre me entristeceu quando visitava a cidade, nesses anos todos que fui morar fora. A política, na qual acredito é sem corrupção; é a política honesta. Essa é a proposta que trazemos para o meu desejo de ser vereador; pela enorme vontade de querer retribuir, para minha comunidade, as conquistas que obtive nessa longa trajetória; por acreditar que Niquelândia é um município promissor, que só precisa de bons administradores; por ter convicção de que estou preparado para exercer o mandato e oferecer um trabalho diferenciado; e também para ter oportunidade de ficar próximo da minha família, novamente”, explicou Pedro Tonhão.

NA RUA, NA CHUVA E NA FAZENDA – Em suas andanças pela zona rural de Niquelândia, Pedro Tonhão têm conquistado inúmeros apoios na disputa por um mandato de vereador na Câmara Municipal [Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]

PROPOSTAS DE PEDRO TONHÃO TÊM FOCO NO INTERESSE PÚBLICO

COMBATE À CORRUPÇÃO – Além do perfil biográfico, quem acessar o site que Pedro Tonhão registrou na Justiça Eleitoral – https://www.pedrotonhao.com.br  – poderá conferir as propostas do candidato a vereador em Niquelândia.

A primeira delas versa sobre um projeto de lei para implantar, nos poderes Executivo e Legislativo, o Sistema de Controle Interno Integrado (Sicoi), um passo anterior à adoção da Política Municipal de Combate e Prevenção à Corrupção em Niquelândia, “Para se combater a corrupção, é necessária a transparência. Esse modelo que nós deveremos propor é de exigir a publicidade de todos os processos, de todos os atos administrativos do Executivo para que nós, os vereadores, possamos fiscalizar e implementar uma auditoria interna independente”, explicou.

Pedro Tonhão,{a esq.] candidato a vereador em Niquelândia, com a ex-vereadora e professora aposentada Tia Abadia [c} e com sua mãe, Ilenir Pereira {à dir]: momento especial [Foto: Diivulgação/Assessoria do Candidato]

EMPREENDEDORISMO – Pedro Tonhão pretende propor, também, proposta para instituir no município o Plano de Incentivos Fiscais para estímulo ao investimento privado – por meio de descontos em tributos como o IPTU, ISS e outros – a fim de fomentar a instalação de empresas e promover o desenvolvimento econômico e a geração e manutenção de empregos em Niquelândia.

“A arrecadação de Niquelândia não é tão baixa assim, mas muito se perde no processo de corrupção. Não se visualiza onde o dinheiro está sendo empregado. E uma forma de impedir que esse dinheiro chegue às mãos de quem não deveria chegar. Nós vamos incentivar a iniciativa privada, para estimular seus negócios, com contrapartida como a contratação de pessoal da própria cidade”, detalhou o candidato a vereador.

CONHECEDOR DA CIDADE E DO CAMPO – Na visita ao agricultor Orlando Braz {à esq], o candidato Pedro Tonhão falou de suas propostas para a zona rural de Niquelândia, caso seja eleito no próximo dia 15 de novembro [Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]

TURISMO – O candidato a vereador do DEM pretende, se eleito, apresentar projeto de lei instituindo o Programa Especial de Incentivos Fiscais à Atividade Turística, que ele está chamando de PROTURISMO.

Estabelecimentos comerciais que desenvolvem atividades ligadas ao turismo poderão ter redução de até 40% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), com o compromisso de melhorar/modernizar sua infraestrutura; seus serviços; e qualificar o quadro de colaboradores.

“É uma forma de a gente alavancar a economia de Niquelândia através da atividade turística, que já teve momentos muito bons em nossa cidade, no passado”, afirmou.

Com o pai Sebastião Luís do Azevedo – o Tião do Carro [à esq.] – o candidato a vereador Pedro Tonhão [à dir.] fez uma visita mais do que especial a Geraldo Moreira, longevo proprietário de um hotel em Niquelândia [Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]

AGRICULTURA FAMILIAR – De família oriunda da roça, Pedro Tonhão proporá projeto de lei para definir as diretrizes para formulação da Política Municipal da Agricultura Familiar em Niquelândia; e os critérios para identificação e cadastro desse público.

“Essa iniciativa incentivará os pequenos produtores que, hoje, não têm amparo legal para produzir; que enfrentam dificuldades para escoar pois falta-lhes estímulo e logística que os ajude, nesse sentido”, comentou o candidato.

Um dos principais pilares dessa Política Municipal, segundo ele, será priorização dos agricultores familiares nas compras institucionais realizadas pelo Poder Executivo em produtos voltados à merenda escolar, por exemplo, como forma de gerar renda à agricultura familiar.

MAIS PROPOSTAS – O candidato a vereador ainda tem propostas que contemplam as áreas da Educação, com a instituição dos programas O Valor do Professor; Escola Inclusiva;  Escola Sem Muros; Meio Ambiente; além de ações voltadas ao Urbanismo; Cooperativismo; Aquicultura nas águas do Lago Serra da Mesa. Pedro Tonhão defende também o estímulo à população de Niquelândia para apresentação de projetos de leis de iniciativa popular, desde que atendidos os requisitos da Constituição Federal.

Ainda de acordo com Pedro Tonhão, toda essa plataforma está sedimentada em uma campanha peculiar e cheia de desafios – com respeito dele e de seus apoiadores às exigências de segurança sanitária por causa da pandemia do novo coronavírus – cuja propostas estão sendo abraçadas por uma população ansiosa por uma reviravolta na prática política niquelandense, especialmente na Câmara Municipal.

VAI ABRIR MÃO DO SALÁRIO DE VEREADOR – Pedro Tonhão registrou, num cartório de Niquelândia, sua decisão em receber salário de vereador da cidade do Norte, caso seja eleito; valores serão doados para instituições de caridade [Foto: Reprodução]

PEDRO TONHÃO FAZ BALANÇO DA CAMPANHA ELEITORAL

 “Estou animado, satisfeito e tenho gostado bastante da receptividade à nossa campanha, que tem sido muito grande. Não estou tendo nenhuma dificuldade em dialogar com as pessoas, em ouvir as demandas de cada eleitor, tomando conhecimento da realidade para propor as mudanças que a população demonstra ter sede. Gostaria de pedir para todos os nossos amigos e eleitores – e ao povo de Niquelândia, no geral – para que estejam atentos à responsabilidade de se fazer a decisão correta na escolha de seus representantes no próximo dia 15”, afirmou Pedro Tonhão, em entrevista por telefone ao Portal Excelência Notícias, na última semana.

O candidato a vereador, por ocasião do bate-papo, agradeceu aos familiares, amigos e todas as pessoas que abraçaram sua vontade e disposição em concorrer a um cargo público em Niquelândia, no pleito que ocorrerá daqui 11 dias.

Pedro Tonhão também fez menção especial a seus colegas de profissão – os professores da cidade onde nasceu – pelos quais demonstrou ter enorme apreço, respeito e admiração no decorrer de toda a entrevista.

“Se conseguir sair da zona rural é a eles [os professores que o educaram] que devo o lugar onde estou hoje, como funcionário público federal e como candidato a vereador aqui em Niquelândia”, encerrou o postulante do DEM a uma vaga  no Poder Legislativo a partir de janeiro de 2021.

Potencial eleitora de Pedro Tonhão em Niquelândia recebeu candidato a vereador pelo DEM em sua casa, recentemente: boas expectativas para sair vitorioso nas urnas [Foto: Divulgação/Assessoria do Candidato]
Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar