Niquelândia

Polícia Civil procura assassino de rapaz morto na madrugada com dois tiros na boca

Guilherme Guimarães da Silva - de 29 anos, conhecido pelo apelido de Coltão - foi socorrido ao Hospital Municipal mas não resistiu aos ferimentos

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil de Niquelândia está nas ruas da cidade, neste exato momento, fazendo diligências para tentar identificar o nome do assassino que ceifou bruscamente a vida de Guilherme Guimarães da Silva, de 29 anos, que era conhecido pelo apelido de Coltão.

Ele levou dois tiros na boca num ponto de venda de bebidas alcoólicas com som automotivo na rodovia GO-532 (Niquelândia-Anglo American), distante cerca de cinco quilômetros do entrocamento  rodovia GO-237 (Niquelândia- Muquém), por volta das 3h30 da madrugada deste sábado (18).

De acordo com o Registro de Atendimento Integrado (RAI) elaborado pela Polícia Militar (PM), Guilherme morreu pouco tempo depois na emergência do Hospital Municipal Santa Efigênia, região central, para onde foi imediatamente socorrido por seu irmão.

O rapaz, segundo a PM, estava muito nervoso e seu nome não foi formalmente registrado no RAI. Porém, ele contou aos militares que Guilherme disse que iria ao banheiro do local da festa.

Quando voltou, Guilherme agonizava, pedindo por socorro. No RAI, a PM fez constar que Guilherme já tinha passagens anteriores pela polícia, por envolvimento em crimes como posse ilegal de arma de fogo; tráfico de drogas; e receptação.

O corpo da vitima fatal foi levado para os exames de praxe no Instituto Médico Legal (IML) de Uruaçu – que também identificarão o calibre da arma usada no crime – para ser liberado e sepultado ainda neste sábado.

NOVO PONTO, OUTRO NOME, MESMA FAMA – Afastado da área urbana de Niquelândia, o local onde ocorreu o crime é ermo, o que facilita a presença marginais que carregam armas e facas, sem cerimônia. Ou seja, um verdadeiro ‘risca-faca’ que somente mudou de endereço.

Dessa forma, a ‘combinação explosiva’ de pessoas bêbadas e armadas torna o local um cenário propício ao acontecimento de tragédias, como esta agora que vitimou Coltão.

FINAL TRÁGICO – Guilherme morreu aos 29 anos nesta madrugada, em Niquelândia [Foto: Reprodução/Facebook]
Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar