Publicidade

Niquelândia

Prefeito prioriza pagamento atrasado de servidores

Ele assumiu há menos de 20 dias e pretende atualizar todos os pagamentos atrasados, bem como mantê-los em dia durante seus dois anos e meio de gestão.

Eleito em meio a uma crise econômica sem precedentes em Niquelândia, o prefeito Fernando Carneiro, efetuou em menos de 20 dias de sua posse, o pagamento de salários de servidores municipais em atraso, referente à maio e em sua totalidade, os servidores da pasta da Educação.
Com inúmeros problemas, desde janeiro de 2016, quando houve a paralisação das atividades da mineradora Votorantim Metais, a administração pública acumulou atrasos na então, inchada folha de pagamento dos servidores públicos municipais, levando a situação a greves e manifestações no mandato anterior ao dele.

A iniciativa vem de encontro ao seu discurso de posse, quando o prefeito disse ter ciência da situação financeira caótica da administração municipal e que os problemas não seriam resolvidos da noite para o dia, mas sim com planejamento.

“Não estou aqui para fazer falsas promessas, nem soluções milagrosas, porque não quero iludir ninguém com falsas expectativas. Conquistas não caem do céu e não são servidas em bandejas de prata. Tudo depende de muito trabalho e muito planejamento, dedicação e algum sacrifício, também”.
O prefeito afirmou que pretende quitar o quanto antes, os vencimentos dos colaboradores da administração pública. “A primeira mudança, que eu pretendo implementar, é a forma de agir, focado no respeito ao cidadão. Atualizar e manter o pagamento dos servidores em dia é minha prioridade”.

Fernando pontua que nesses primeiros meses, será preciso um pouco de paciência dos colaboradores, para as etapas que precisam percorrer. O novato na política, e seu vice, Saullo Adorno (PTB), alcançaram 71,31% dos votos válidos, porém, por dois anos e meio até dezembro de 2020. Mesmo com o curto período para “colocar a casa em ordem”, Fernando destaca que sua preocupação é não decepcionar a população local e acredita que o pagamento do funcionalismo, representa um aquecimento da economia local.

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar