Luiz Alves/Aruanã

Ações preventivas garantem queda em ocorrências de afogamentos em Julho

Em Goiás, foi registrado apenas um afogamento fora da área de demarcação dos bombeiros.

Com o lema “Proteger a Vida Valorizando o Lazer Responsável”, foi encerrado a 44ª Operação Férias Turista Seguro 2018. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) afirmou que o balanço final foi considerado positivo, uma vez que o trabalho em equipe evitou em 12 iminências de afogamento, a morte das vítimas.

Em um desses casos um homem de 64 anos foi resgatado a deriva após ser jogado na água depois que perdeu o controle de sua embarcação que continuava ligada e sem controle, em Aruanã. “Pra evitar ser atingido pela própria embarcação é necessário que o piloto prenda a chave da embarcação ao colete salva vidas”, explicou o Comandante da 44ª Operação Férias Turista Seguro 2018, Tenente Coronel Washington Luiz Vaz Júnior.

Bombeiros se posicionam estrategicamente para prestar socorro rápido (Foto: Bombeiros Goiás)
Bombeiros se posicionam estrategicamente para prestar socorro rápido (Foto: Bombeiros Goiás)

Também em Aruanã, uma mulher de 26 anos foi resgatada após colisão de duas embarcações que a arremessou na água. “Neste caso, a mulher também estava de colete, porém com ele aberto e com isso a pessoa fica inclinada pra frente. Então ela teve o início de afogamento que chamamos de grau 1. É importante que coloque o colete e certifique que as travas estão fechadas”, concluiu Washington.

Já em Luiz Alves, no distrito de São Miguel do Araguaia, um adolescente de 17 anos se afogou, porém, ele e alguns amigos estavam fora da área de cobertura que é demarcada pelos bombeiros. Assim que a equipe foi acionada, eles realizaram todos os procedimentos de reanimação até a chegada ao hospital.
“Quando percebemos banhistas em pontos que não estão em áreas seguras e de cobertura da corporação nós avisamos pra que deixem o local e vá para a área demarcada que é de visibilidade dos bombeiros e não oferece maiores riscos”, ponderou Washington.

Motos aquáticas garantem agilidade na prestação do socorro (Foto: Bombeiros Goiás)
Motos aquáticas garantem agilidade na prestação do socorro (Foto: Bombeiros Goiás)

No balanço apresentado pela corporação foram registrados 1.168 atendimentos, sendo 887 de ações preventivas, 200 ocorrências de resgate, oito combates a incêndios e 73 buscas e salvamento. Focado no trabalho preventivo, a corporação distribuiu ao longo dos balneários guarda vidas especializados na fiscalização e orientação do público de quase 200 mil pessoas.

Esses turistas receberam informações referente ao uso do colete salva vidas e perigos de afogamento, intervieram em 262 embarcações a respeito do excesso de peso, advertiram mais de 8 mil banhistas sobre o limite de área de banho, prestaram auxílio em embarque e desembarque, além de monitoramento de banhistas, entrega de material educativo, palestras e instruções.

“Esse conjunto de ações preventivas resultou no baixo índice de ocorrências com gravidade e nos deixa com o sentimento de dever cumprido da missão de proteger o lazer dos goianos e dos turistas nesta temporada”, destacou o Comandante Geral do CBMGO, Coronel Márcio André de Morais.

Palavras-chave
Botão Voltar ao topo
Fechar