Niquelândia

Loja Maçônica Professor João Menezes realiza Festa do Dia das Crianças

Venerável-Mestre há 4 meses, advogado Fernando Lívio Bueno quer Maçonaria mais próxima da comunidade: Letícia Gondim Bueno, sua esposa, respaldou apoio ao ‘Grupo Espírita A Caminho da Luz’ na manhã do último sábado, dia 19

Focada para garantir maior proximidade com a população de Niquelândia desde junho – ocasião em que o advogado Fernando Lívio Bueno foi aclamado para exercer a função de Venerável Mestre – a Loja Maçônica Professor João Menezes realizou uma grande festa alusiva ao Dia das Crianças na manhã do sábado (19).

O evento ocorreu na sede do Grupo Espírita A Caminho da Luz no Bairro Santa Efigênia. A entidade sem fins lucrativos é presidida há 31 anos por Marlene Ribeiro, matriarca de tradicional família niquelandense.

ENERGIA DE SOBRA – Crianças se divertiram muito no pula-pula no Dia das Crianças organizado pela maçonaria, na sede do Grupo Espírita A Caminho da Luz [Foto: Excelência Notícias]
Oriundas de famílias do próprio bairro (sem a obrigatoriedade de que as mesmas tenham vinculação com a doutrina espírita, importante ressaltar) cerca de 100 crianças carentes se divertiram bastante com o gesto de filantropia dos maçons: apesar do sol escaldante, a garotada fez fila para aproveitar brinquedos como pula-pula e escorregador inflável.

E, para repor as energias, todas se deliciaram com muita pipoca; algodão-doce; refrigerantes; e um ‘turbinado’ cachorro-quente: na cozinha do Grupo Espírita, chamava a atenção de todos o ‘panelão’ usado para o preparo do molho de salsicha com milho.

ESCORREGADOR INFLÁVEL NÃO PODIA FALTAR – crianças aproveitaram bastante o Dia das Crianças da Loja Maçônica João Menezes, no último sábado [Foto: Excelência Notícias]

Para completar, ainda tinha batata-palha para jogar em cima dessa gostosura toda. Além da ação social em si, segundo o atual Venerável Mestre, o evento foi apropriado também para reforçar o pioneirismo da mais antiga Loja Maçônica de Niquelândia, que já perdura por quatro décadas.

Na retaguarda de tudo isso, estava a esposa do advogado, a também advogada Letícia Mendes de Morais Gondim Bueno. Conforme a nomenclatura interna da Maçonaria, Letícia é uma das representantes da Fraternidade Feminina da Loja Professor João Menezes e agora exerce a função de primeira-dama.

PRINCÍPIOS – Os maçons pregam o exercício da solidariedade em seu nível pleno para melhorar a sociedade, deixando-a mais justa, ética e moral: trabalho social reconhecido universalmente [Foto: Excelência Notícias]
Letícia idealizou e garantiu o evento com apoio de todas as ‘cunhadas’, termo empregado de forma universal para designar as esposas dos maçons.

ENTUSIASMO – “Quando o Fernando se propôs a ser o Venerável Mestre, sempre estive do lado dele, dando-lhe o apoio necessário, a todo momento. Quero mostrar meu trabalho com as demais ‘cunhadas’, ‘cunhados’, ‘sobrinhos’, dando uma  ‘revigorada’ na Loja com o apoio de todos. A dona Marlene já faz esse bonito trabalho aqui no Grupo Espírita há vários anos e, por isso, nós resolvemos agraciá-los com essa festa às crianças. Todos nos receberam com o coração cheio de emoção, de felicidade e de gratidão e por isso, agradeço a Deus a todo momento, por ter me dado a oportunidade de estar aqui hoje”, comentou Letícia.

Não apenas às crianças, mas seus pais também tiveram a oportunidade de comer um delicioso cachorro-quente ofertado pela Loja Maçônica João Menezes no refeitório do grupo espírita, em Niquelândia [Foto: Excelência Notícias]
HISTÓRIA – Ligada à mais antiga Potência Maçônica Brasileira – “Grande Oriente do Brasil”, fundada há 197 anos – a Loja Maçônica Professor João Menezes está instalada em Niquelândia há 41 anos, desde 11 de outubro de 1978.

Após a posse da chapa encabeçada por Fernando Lívio, com mandato de dois anos, a entidade passa agora por um processo de reorganização administrativa.

SEDE FOI REVITALIZADA – Uma das primeiras ações do advogado Fernando Livio foi garantir que a Loja Maçônica Joâo Menezes (localizada na Rua Paraná s/nº, no Setor Belo Horizonte) recebesse pintura nova em sua fachada no mês de setembro, dentre outras melhorias em sua estrutura [Foto: Excelência Notícias]
HARMONIA – A maçonaria constitui-se como uma instituição universal. Em Niquelândia, a Loja Professor João Menezes, (pertencente a potência do Grande Oriente do Brasil) trabalha paralelamente com a co-irmã Luz da Mantiqueira (pertencente potência da Grande Loja) auxiliando uns aos outros.

COMPOSIÇÃO DA CHAPA – Além do advogado – que iniciou-se na Maçonaria há sete anos, à convite do ‘irmão’ Ubaldo José de Morais – também foram empossados os demais membros da diretoria, como Genair da Abadia Souza Vieira (primeiro-vigilante); Nelson Couto (segundo-vigilante); Antonio Caldeira Brant (orador); Rodrigo Martins (secretário); Guilherme Mapa Aniceto (tesoureiro); e Gabriel Mendes de Morais Feliciano da Silva (chanceler).

FOTO OFICIAL – Fernando Lívio Bueno (sentado, o segundo da esq. para a dir) já empossado como Venerável-Mestre, acompanhado dos demais diretores e demais membros da Loja Maçônica João Menezes, em Niquelândia [Foto: Divulgação}
Por seu turno, Wendel Diógenes dos Prazeres (deputado estadual); e Cláudio Sant’ Ana Rocha Vidal (deputado federal) foram eleitos como representantes da Loja Maçônica Professor João Menezes no Legislativo Maçônico Estadual e Federal.

PRESTÍGIO – A posse do atual Venerável Mestre em Niquelândia também foi prestigiada por Glênio Elias de Souza (ex-representante do Grão Mestre Estadual) e Bonfinho Ribeiro Sobrinho (atual Venerável da loja Vale do Tocantins/Uruaçu), dentre outras autoridades presentes.

VENERÁVEL- MESTRE – o advogado Fernando Lívio Bueno assumiu o principal cargo da Loja Maçônica João Menezes há quatro meses: ações de caridade serão mais frequentes [Foto: Excelência Notícias]

RESPEITO À FÉ INDIVIDUAL – Ao contrário do que muita gente pensa, Fernando Lívio explicou que a Maçonaria não é uma religião – nem mesmo segue os preceitos de nenhuma religião existente – mas respeita o individualismo de cada um perante sua crença.

De acordo com o Venerável Mestre, quando a Maçonaria recebe indicação para o ingresso de novos ‘irmãos’ – pessoas às vezes “estranhas” ao seu convívio em outras situações sociais – são valorizados principalmente os princípios de fé do ‘novato’ na existência de um “Ser Divino e Superior”, também denominado de “Grande Arquiteto do Universo”. Assim, para fazer parte da maçonaria é preciso ter alguma crença religiosa na existência da Divindade.

Marlene Ribeiro (presidente do Grupo Espirita), Letícia Gondim e Fernando Lívio, em momento impar de agradecimento pela oportunidade de ofertar o Dia das Crianças em favor dos menos favorecidos [Foto: Excelência Notícias]

Na maçonaria não existem preconceitos quanto à religião de cada um dos maçons; e todas as formas de manifestação de fé são aceitas. Só não são aceitos na ordem os ateus, ou seja, pessoas que não acreditam na existência de um Ser Superior responsável pelo universo.

De origem francesa, o termo maçonaria significa “construção”. Já o termo “maçom” – que se refere aos adeptos dos preceitos da maçonaria – é a versão da palavra em português, adaptada do francês.

Algodão-doce, pula-pula, escorregador portátil, refrigerantes e cachorro-quente alegraram as crianças no evento organizado pela Loja Maçônica João Menezes, em Niquelândia [Foto: Excelência Notícias]

Ou seja, por extensão, maçom significa “associação de pedreiros” em português. Dentre os lemas basilares da maçonaria estão a busca da liberdade; da igualdade; e da fraternidade.

Partindo desse viés, é fácil entender porque um dos principais aspectos das ações da Maçonaria – tal como ocorreu no último sábado no Grupo Espírita – é o exercício da solidariedade em seu nível pleno para melhorar a sociedade, deixando-a mais justa, ética e moral.

MOMENTO DE RENOVAR A FÉ – Letícia Gondim, Marlene Ribeiro e demais participantes do evento do Dia das Crianças no grupo espírita durante a Oração do Pai Nosso, no último sábado [Foto: Excelência Notícias]

GESTOS DE CARIDADE – “Fizemos essa parceria aqui com o Grupo Espírita pois esse tipo de trabalho social (o evento do Dia das Crianças) é uma de nossas ações primordiais, através de gestos de caridade como esse ajudamos crianças que precisavam de encaminhamento para cirurgias; e apoiamos também a campanha de arrecadação de fraldas para o Lar dos Idosos. Sou muito grato ao ‘Grande Arquiteto do Universo’ pela oportunidade que me foi dada de realizar esse evento, juntamente com meus ‘irmãos’ maçons. Para mim, estar aqui hoje (sábado) foi uma satisfação enorme”, afirmou Fernando Lívio.

A linha de conduta da Maçonaria invoca a manifestação do livre pensamento; a prática da tolerância; e a moralidade; como princípios básicos. A Maçonaria também é chamada de “ordem” ou de “fraternidade” entre seus pares.

Criança no colo da mãe (à dir, na imagem) saboreia um enorme algodão-doce azulado: espaço de lazer montado para o Dia das Crianças pela Loja Maçônica João Menezes agradou a todos [Foto: Excelência Notícias]
CASA ESPÍRITA AGRADECE AJUDA“Nossa entidade sobrevive, basicamente, de doações, com uma luta constante. Toda semana, aos sábados pela manhã – das 9 às 11h30 -fazemos distribuição de roupas para essas famílias mais carentes. Todos também se alimentam aqui e levam o que sobra da comida que fazemos para suas casas. Por isso, fiquei muito feliz com essa parceria com a Loja Maçônica, que nos ajudou muito. Eles (Fernando Lívio e Letícia Bueno) foram maravilhosos com todos nós”, afirmou a presidente Marlene Ribeiro, esbanjando lucidez no auge de seus 76 anos.

“Sou muito grato ao ‘Grande Arquiteto do Universo’ pela oportunidade que me foi dada de realizar esse evento, juntamente com meus ‘irmãos’ maçons”, afirmou o advogado Fernando Lívio Bueno, atual Venerável-Mestre da Loja Maçônica João Menezes, na entrevista exclusiva ao Excelência Notícias [Foto: Divulgação]

 

 

 

 

Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar