Publicidade

Niquelândia

“Quem quiser saber a realidade pode falar comigo pessoalmente”, afirma secretário de Finanças

Francisco Ferreira detalha situação financeira da Prefeitura de Niquelândia e prevê folha dos servidores quitada até dezembro, para iniciar 2020 em águas mais calmas na gestão do prefeito Fernando Carneiro

O secretário de Finanças de Niquelândia, Francisco Ferreira da Silva, rebateu críticas de que o Poder Executivo arrecada recursos mensalmente, mas não estaria cumprindo os seus compromissos com servidores municipais e fornecedores, na manhã desta quinta-feira (17).

Em coletiva de imprensa, o secretário apresentou a realidade financeira do município e fez previsão de que a folha de pagamento dos salários dos servidores seja totalmente quitada até o próximo mês de dezembro.

“Esta é a nossa expectativa. Temos algumas ações nesse sentido, como a melhora na arrecadação do ITR (Imposto Territorial Rural) e outras, que nos fazem acreditar que quitaremos a folha até o final do ano. Uma vez que entrarmos em 2020 com a folha quitada passaremos a pagar nossos servidores dentro do mês trabalhado”, afirmou o secretário de Finanças.

Na oportunidade, Francisco reconheceu que o salário de setembro dos servidores públicos municipais ainda não foi pago, explicando as motivações para o atraso.

VIÚVA DE R$ 10 MILHÕES – Ao longo de 2019, informou o titular da pasta, a Prefeitura de Niquelândia quitou quase R$ 10 milhões em dívidas contraídas por gestões anteriores à do atual prefeito, Fernando Carneiro (PSD).

“Nosso prefeito busca, o tempo todo, formas para pagar todas as dívidas da prefeitura. Quem casa com a viúva assume os seus filhos também”, comentou o secretário.

Dos R$ 10 milhões mencionados por Chiquinho, um total de R$ 3.790.000,00 foi destinado pela gestão do médico-prefeito à quitação de precatórios (ações judiciais, contra a prefeitura) de 2016 (último ano da gestão do então prefeito Luiz Teixeira, PSD); e mais R$ 3.050.000,00 (distribuídos em nove parcelas) dos quase R$ 12 milhões de salários atrasados da Educação (professores e servidores administrativos), conforme Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre a prefeitura e o Ministério Público (MP) da cidade do Norte do Estado.

O secretário de Finanças apontou, ainda, que a Prefeitura de Niquelândia também quitou, em 2019, cerca de R$ 800.000,00 (em nove parcelas) de empréstimos consignados (com desconto em folha de pagamento, que não era repassados pelo município às instituições financeiras) pendentes de 2018; e R$ 243.000,00 de parcelamento de dívidas com a Previdência Social, no distante ano de 2012 (último ano da gestão do então prefeito Ronan Rosa Batista).

ATRASO EXISTE, MAS NÃO SUPERA ‘DESASTRE’ DE VALDETO – “Hoje, não atrasamos quatro/cinco meses, como temos de notícias de gestões anteriores (a citação da gestão Valdeto Ferreira é uma decisão editorial do Portal Excelência Notícias), mesmo porque existe uma determinação do senhor prefeito para que atualizemos sempre a folha e o pagamento dos nossos fornecedores”, explicou Francisco.

Ao passo que deixou transparente a atual situação financeira da Prefeitura de Niquelândia, o secretário de Finanças disse que prefere manter o foco em sanar todas as dívidas anteriores – sem se esquecer de honrar os compromissos da própria administração atual – e sem deixar de oferecer serviços públicos ao cidadão niquelandense.

OTIMISMO E MUITA FÉ – “Temos fé de que isso vá melhorar. O Doutor quer e preza por isso, que a gente consiga regularizar nossa folha. Estou convicto de que isso vai acontecer em breve”, disse o secretário.

De acordo com Francisco, as receitas da prefeitura são suficientes para o funcionamento da máquina pública; pagamento das dívidas herdadas; pagamento de servidores e fornecedores; bem como a realização de obras e benefícios, mas que a situação financeira exige um certo “malabarismo”, para que todos sejam atendidos com recursos da municipalidade, no menor prazo possível.

CIDADE NÃO ESTÁ PARADA – “A administração não pode parar. Os serviços precisam chegar aos cidadãos. Então, paralelamente ao resgate desses compromissos – oriundos de dívidas deixadas pelas gestões anteriores – várias ações são feitas diariamente em prol da população de Niquelândia”, apontou.

Além disso, o secretário de Finanças relata ter havido redução de R$ 1.977.000,00 na arrecadação do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na comparação de nove primeiros meses deste ano (de janeiro a setembro) com o mesmo período de 2018.

“Eu gostaria de pedir ao povo de Niquelândia que, se quiser saber a realidade, venha aqui conversar comigo pessoalmente. Estou aqui (na secretaria) a semana toda – qualquer hora, qualquer dia – para que o povo possa conhecer a nossa realidade. Estou bem tranquilo para mostrar onde investimos cada recurso recebido pela prefeitura”, encerrou o secretário de Finanças de Niquelândia (com informações das rádios Mantiqueira 92,3 FM e 104,7 FM)

Francisco Ferreira da Silva é o atual secretário de Finanças de Niquelândia [Foto: Excelência Notícias]
Palavras-chave

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar