Niquelândia

Sabão recheado com maconha suja barra de mãe que levava droga para filho na cadeia de Niquelândia

Visitas na Unidade Prisional no Bairro Santa Efigênia estão suspensas, mas familiares ainda podem levar alimentos e objetos de higiene pessoal aos presos às quintas-feiras, o que motivou a descoberta do entorpecente

Andalesse da Silva Ribeiro – de 41 anos – moradora no Bairro Belo Horizonte foi presa e autuada em flagrante por tráfico de drogas na tarde da quinta-feira (25) pela Polícia Civil de Niquelândia

Ela tentou entrar na cadeia com porções de maconha ‘escondidas’ dentro de várias unidades de sabão em barra; e de também de comprimidos, possivelmente de ecstasy.

Seu filho – Bruno dos Santos Ribeiro, de 22 anos – cumpre na Unidade Prisional de Niquelândia (UPN) pela prática de homicídio.

Ele seria o ‘destinatário’ da encomenda que a mãe tentou colocar dentro do presídio.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as visitas aos detentos recolhidos na UPN da cidade estão suspensas desde março, por determinação do Governo do Estado.

Todavia, foi mantida às quintas-feiras a autorização para que familiares levem às cadeias de todo o Estado alguns tipos de alimentos e produtos de higiene pessoal.

Como é praxe, os agentes prisionais vistoriaram o conteúdo das embalagens trazidas pelos parentes, culminando com o encontro das drogas que ‘aromatizavam’ as barras de sabão.

Diante do ocorrido na cadeia, a PM foi até a casa de Andalesse para uma busca mais minuciosa.

Dito e feito, os militares encontraram mais porções de maconha; e outras barras de sabão, previamente cortadas, onde seriam colocado o restante do entorpecente.

Na residência, os militares conversaram com um outro filho da mulher presa por tráfico, de prenome “Guilherme”.

Este revelou que seu padrasto, identificado apenas como “Marcos Vínicius”, constantemente colocava maconha em barras de sabão, juntamente com um terceiro filho de Andalesse – Gabriel da Silva Ribeiro Bastos, de 18 anos.

Ao final do trabalho, as polícias Civil e Militar contabilizaram a apreensão de 400 gramas da maconha, somadas as quantidades encontradas na revista na cadeia e na casa vistoriada.

Veja também

Botão Voltar ao topo
Fechar
×

Converse online pelo WhatsApp com o Portal Excelência Noticias

× Fale agora com o Excelência Noticias